A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

05/11/2015 15:55

Peão matou colega a facadas em briga por causa de uma asa de frango

Thiago de Souza e Alan Diógenes
Antônio Roberto Correa, 47, matou colega em briga por comida. (Foto: Marcos Ermínio)Antônio Roberto Correa, 47, matou colega em briga por comida. (Foto: Marcos Ermínio)
Faca utilizada no crime foi apreendida pela polícia. (Foto: Marcos Ermínio). Faca utilizada no crime foi apreendida pela polícia. (Foto: Marcos Ermínio).

A Polícia Civil apresentou, na tarde desta quinta-feira (5), Antônio Roberto Correa Lopes, 47 anos, acusado de ter matado a facadas Irineu Domingues, 46 anos, na noite de 31 de outubro. O crime aconteceu na Fazenda Savana, próximo a BR-267, perto de Nova Alvorada do Sul. "Cobrinha", como é conhecido, diz que estava bêbado e que atingiu o homem após uma briga onde uma outra pessoa havia pego uma asa de frango a mais na hora da janta.

Lopes disse à polícia que todos estavam bêbados na hora do crime e que pouco se recorda do que aconteceu. Lembra apenas que era o cozinheiro do grupo e que discutiu com Antônio Valmir Dopiatti, conhecido como "Gauchinho", pois este teria pêgo comida a mais da panela. "Ele era muito avançado na panela", relatou o suspeito. 

Cobrinha relata que houve discussão e briga. Ainda segundo o acusado, os três envolvidos na briga foram dormir em seguida, depois Cobrinha foi até o quarto e matou a vítima com uma faca.

Paulo Lopes, 72 anos, também trabalha na fazenda e disse que na manhã seguinte acordou com o som alto da televisão e viu várias manchas de sangue. Ele seguiu o rastro das manchas até encontrar o corpo de Irineu próximo a uma torneira, e com ferimento no antebraço direito. A testemunha também viu quando Cobrinha teria fugido do local. Ainda pela manhã, o acusado teria retornado ao alojamento, pego seus pertences e saído após deixar a faca do crime sobre uma mesa. 

Na noite dessa quarta-feira (4), policiais do SIG/DPC (Serviço de Investigações Gerais), sob a chefia do delegado Hoffman Dávila, foram até Terenos e prenderam Cobrinha. A Polícia Civil da cidade deu apoio a prisão.

O suspeito estava embriagado e andava com dificiuldades. Ele foi trazido para a 4º DP onde as investigações continuam.

O acusado já tem passagens pela polícia por ameaça , violência doméstica, vias de fato, injúria e já foi vítima de uma tentativa de homicidio. Ele foi indiciado por homícidio qualificado, por motivo fútil cuja pena varia de 12 a 30 anos.

Governo Federal reduz período do horário de verão para 2018/19
O presidente Michel Temer assinou hoje (15) um decreto reduzindo em duas semanas o horário de verão em 2018. No ano que vem, a medida começará a vale...
Inscrições para o Vestibular 2018 da UFMS seguem abertas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions