A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

15/04/2008 11:25

Peixe apreendido estava em hipermercado desde março

Redação

O peixe estragado apreendido nesta terça-feira no Extra Hipermercado estava armazenado no estabelecimento desde a Semana Santa, segundo o delegado Adriano Garcia, da Delegacia de Defesa do Consumidor. O período para a armazenagem de peixes não pode exceder 7 dias, explicou.

O produto, que pode totalizar 5 toneladas, será encaminhado para a Vigilância Sanitária para ser destruído. Segundo o delegado, esta é a terceira ve que a empresa se envolve nesse tipo de problema.

O gerente, que não teve o nome divulgado, fugiu assim que percebeu a movimentação no hipermercado. Como responsável direto pela mercadoria, o funcionário será indiciado por crime contra a relação de consumo, que pode dar pena de 2 a 5 anos.

Conforme o Campo Grande News apurou, os próprios funcionários do hipermercado recomendavam os clientes a não comprar os peixes, da espécie Pacu e Tambaqui.

No local, um forte odor indica que há problema com os produtos. De acordo com o delegado, qualquer leigo percebe que os peixes estão estragados.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions