A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

13/01/2010 10:27

Período noturno preocupa Defesa Civil durante chuva

Redação

Entre as maiores preocupações da Defesa Civil municipal, por conta da chuva que cai há dias, tem sido o período da noite em locais de pouca luminosidade, prejudicados ainda mais com crateras abertas que podem causar acidentes.

"Temos trabalhado em parceria com o Corpo de Bombeiros e com a Secretaria de Obras para a remoção de terra e entulho nos pontos mais críticos que realmente inviabilizam a passagem dos moradores", afirma o coordenador do órgão Sebastião Otávio Rayol.

De acordo com o meteorologista Natálio Abraão, já choveu em Campo Grande 168 milímetros de água, mais da metade esperada para todo mês de janeiro, que é de 220 milímetros.

"Janeiro é considerado pela meteorologia como o mês mais chuvoso do ano. Ainda estamos dentro da média esperada para os trinta e um dias, mas como dezembro saiu um pouco da média é possível que janeiro também registre mais chuva do que está previsto devido a influência do fenômeno El Nino", explica Abraão.

A capital, que é cortada por 33 córregos, registra transtornos nas regiões leste e norte da Capital são as mais afetadas, e bairros como Danúbio Azul, Estrela dalva, Taquaral Bosque, Montevidéu, Mata do Jacinto, Yroshima, Vila Alba 1 e 2 e Maria Aparecida Pedrossian.

Rayol explica que todo o lixo jogado nessas regiões durante o ano entope bueiros e com isso impede o escoamento da água das chuvas.

Os trabalhos das equipes da Seintra (Secretaria de Infra-Estrutura) por enquanto se concentram na remoção de terra acumulada nas aberturas dos esgotos e limpeza de parte das ruas que estão intransitáveis, já que com o tempo chuvoso não é possível realizar o trabalho de despejar cascalho nesses locais para amenizar os estragos porque é extraído na zona rural,que também sofre com dificuldades de transporte devido ao mau tempo.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions