A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

18/08/2009 07:48

Perto de desfecho, pai de Dudu agora aposta na Justiça

Redação

Vinte meses após o desaparecimento do menino Luiz Eduardo Gonçalves, de 10 anos, o Dudu, o caso enfim se aproxima de um desfecho. Nesta manhã ocorre audiência no Fórum de Campo Grande para ouvir testemunhas de defesa e acusação. Após esta etapa serão ouvidos os réus e marcada a data para julgamento.

O pai do menino, Roberto Gonçalves, afirma que agora deposita suas esperanças na Justiça, para que os culpados sejam punidos. O inquérito apontou que o menino foi espancado e morto na mesma noite em que desapareceu, do dia 22 de dezembro de 2007. Várias pessoas participaram da ação, dentre elas adolescentes e outras ouviram e viram as agressões, mas não acionaram a polícia, por medo.

Roberto e a mãe de Dudu, Eliane, ainda esperam resultado dos laudos que vão apontar se os fragmentos de ossos encontrados no local indicado por envolvidos na morte da criança são mesmo de Dudu. Aí então será possível fazer "um sepultamento digno de ser humano", disse o pai.

Roberto mais uma vez reclamou da demora para que as investigações tivessem resultado e ressaltou que "durante um ano e cinco meses tudo ficou nas escuras". "Foi um pesadelo, quando a polícia resolveu investigar teve resultado. A Dra. Maria de Lourdes (delegada) disse que ia resolver, prometeu que iria desvendar e conseguiu. Não do jeito que a gente queria. A gente queria ele vivo. Mas espero que a Justiça faça seu papel, puna os infratores e os adultos. Foi uma covardia o que fizeram.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions