A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

13/08/2014 11:25

Pesquisa revela avanço de uma “droga de casa” em Mato Grosso do Sul

Aline dos Santos
Pasta-base está na lista de três drogas mais consumidas, conforme amostra parcial. (Foto: Divulgação)Pasta-base está na lista de três drogas mais consumidas, conforme amostra parcial. (Foto: Divulgação)

Pesquisa preliminar, realizada para embasar o plano nacional de enfrentamento ao crack, apontou cenário preocupante e avanço de uma droga “de casa” em Mato Grosso do Sul.

“O resultado foi preocupante. Foram quase dois mil atendimentos de pessoas em serviços de álcool e outras drogas”, afirma a presidente da Câmara de Estudo, Pesquisa, Planejamento e Divulgação do Conselho Estadual Antidrogas, Denise Souza e Silva. Na amostra parcial, foram utilizados dados de apenas 23 entidades, sendo 15 em Campo Grande e oito no interior.

Na lista do consumo, o álcool lidera, seguido de perto pela maconha. “E a pasta-base está entre as três mais consumidas”, diz. O cenário difere do nacional, enquanto o crack assombra pela cracolândia e seu exército de desvalidos, a pasta-base assola o Estado.

Também conhecido como zuca, o entorpecente é produto da mistura de folha de coca, gasolina e cal. “Ela sobressai. Agora estamos em busca de dados concretos da realidade do consumo e tipo de drogas”, salienta.

Para traçar um perfil completo dos usuários de drogas e da rede de atendimento será lançado um novo estudo amanhã, dentro da programação do 1º Seminário Estadual sobre a Rede de Atendimento: Álcool e outras Drogas, que acontece no Círculo Militar, em Campo Grande. Serão dois dias de debates. A previsão é que resultado seja divulgado em junho do próximo ano.

O mapeamento terá dados como estrutura das instituições, localização, recursos para se manter e qual a natureza das internações. No banco de dados entrarão hospitais, Caps (Centro de Atendimento Psicossocial), comunidades terapêuticas e grupos de apoio.

Na linha de frente – Conforme Denise Souza e Silva, pela primeira vez será feita uma reunião com todos os envolvidos na ponta do atendimento ao dependente químico. “Eles fazem o primeiro acolhimento e vão apresentar o seu trabalho”, explica.

Em pauta, também estará o atendimento integrado. No Estado, são 23 conselhos municipais antidrogas. Mato Grosso do Sul ainda conta desde 2011 com uma Política Estadual Antidrogas. No entanto, segundo a conselheira, o documento não foi homologado pelo governo estadual.

Homem é preso transportando 17 tabletes de cocaína e 10 de pasta base na MS 270
Um homem foi preso transportando 17 volumes de cocaína e10 tabletes de pasta base de cocaína escondidos no tanque e assoalho de um veículo. A prisão ...
Mulher é presa na rodoviária com 1 kg de pasta base de cocaína
Uma mulher de 20 anos, identificada como Dayane da Silva Costa foi presa por tráfico de drogas, por volta das 9h desta segunda-feira (4), no Terminal...
Esposa de traficante é presa com mais de 1kg de pasta base e crack em casa
A Polícia efetuou em flagrante, na manhã desta sexta-feira (18), a prisão da traficante Vanessa Jesus dos Santos, 24 anos, em uma residência no centr...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions