A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

31/03/2011 08:26

Operação da PF caça quadrilha especializada no tráfico de animais silvestres

Fabiano Arruda

Ação da Polícia Federal ocorre em MS e outros dois estados

A Polícia Federal executa nesta quinta-feira, em Mato Grosso do Sul e nos estados de São Paulo e Pará, a Operação Acamatanga para desmantelar quadrilha especializada no tráfico de animais silvestres, que explora, inclusive, espécies em extinção. Setenta policiais participam da operação.

As investigações, feitas pela Delemaph (Delegacia de Repressão a Crimes Ambientais e Contra o Patrimônio Histórico), tiveram início no mês de outubro ano passado por meio de inquérito que tramita na 1ª Vara da comarca de Ivinhema.

Segundo informações da Polícia Federal, os levantamentos evidenciaram que a quadrilha utiliza estrutura organizacional com logística de captura, transporte, cativeiro e revenda das mais diversas espécies de animais silvestres, entre eles, arara-canindé, papagaios-verdadeiros, tucanos, pássaros-preto, coleiras-do-brejo.

No dia 18 de novembro do ano passado, no curso das investigações, a PF solicitou auxílio da Polícia Militar Ambiental que, à época, apreendeu 107 filhotes de aves silvestres que estavam em poder de quatro membros da quadrilha que faziam o transporte dos animais capturados na região de Anaurilândia. O destino seria Araras (SP) e as prisões ocorreram na Pousada Portal das Águas, às margens do rio Paraná.

Ainda conforme a Federal, a investigação constatou que, em decorrência do término do período de “ninhada” das aves silvestres, principalmente papagaio-verdadeiro na Região do Parque Estadual da Várzea Rio Ivinhema, em especial no distrito de Amandina, a quadrilha investigada migrou suas atividades de captura das espécies para o município de Jacundá, no estado do Pará.

Em janeiro deste ano, a PF de Campo Grande solicitou apoio da Polícia daquela localidade, que efetuou a apreensão de 47 filhotes de aves ameaçadas de extinção que estavam sendo transportadas por dois integrantes da quadrilha para o cativeiro localizado em Guarulhos (SP), também base da organização criminosa.

Foram expedidos 13 Mandados de Prisão Temporária e 16 Mandados de Busca e Apreensão e um Mandado de Condução Coercitiva, que serão feitos nas cidades de Ivinhema, Anaurilândia e Taquarussu.

Os mandatos também serão cumpridos em Goianésia e Jacundá, no Pará, além das cidades de Guarulhos e Araras, em São Paulo.

Conforme a PF, os acusados serão indiciados por tráfico de animais silvestres, maus tratos contra animais e formação de quadrilha. O nome da operação, Acatamanga, é a denominação como são conhecidos os papagaios-verdadeiros.

Câmara Federal regulamenta carreira dos agentes comunitários de saúde
Com a presença de agentes comunitários nas galerias da Câmara, os deputados federais concluíram hoje (12) a votação do projeto de lei que regulamenta...
Anvisa libera serviço de vacinação em farmácias de todo o país
Farmácias e drogarias de todo o país vão poder oferecer o serviço de vacinação a clientes. A possibilidade foi garantida em resolução aprovada hoje (...


Parabéns a PF pela operação contra esses... DEMÔNIOS! É isso o que são os que cometem esses crimes contra a natureza e esses animais indefesos.
 
Adriano Roberto dos Santos em 31/03/2011 10:35:29
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions