A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

30/03/2010 18:53

PF dá prazo para índios desocuparem fazenda em Miranda

Redação

A PF (Polícia Federal) deu prazo para os 300 indígenas que ocupam há seis meses a fazenda Petrópolis, em Miranda, deixarem o lugar até o dia 8 de abril.

Isso, se o STF (Supremo Tribunal Federal) não acatar uma liminar protocolada pelo MPF (Ministério Público Federal) e Funai (Fundação Nacional do Índio), que pede mais prazo para eles permanecerem no local.

De acordo com o ex-superintendente e funcionário da Funai, Jorge Antônio Neves, a liminar pede que os índios fiquem na fazenda até o fim da colheita, que acontece no mês de maio.

Contudo, se a decisão do STF não sair até o dia 8, eles devem abandonar a fazenda que pertence ao ex-governador Pedro Pedrossian.

Hoje, 20 agentes da PF de Campo Grande estiveram no local para fazer a reintegração de posse. Os índios pediram dois dias.

A conversa entre a polícia e as lideranças indígenas começou às 10h e terminou por volta das 14h. Os índios fizeram questão de mostrar que não depredaram a sede da fazenda, conforme acusação de um advogado de Pedrossian.

Há duas semanas os índios chegaram a pedir mais prazo para deixar o local, em reunião com representantes da fazenda. Eles alegavam, assim como agora, que antes queriam fazer a colheita, mas não houve acordo.

A área plantada é de 35 hectares. A fazenda tem 3 mil hectares e índios reivindicam um terço da área, alegando ser indígena. Eles chamam a área de "Aldeia Mãe Terra".

Carro roubado no RJ é recuperado em estrada rumo ao Paraguai
Um automóvel recentemente roubado no Rio de Janeiro foi recuperado por policiais militares em uma estrada vicinal de Japorã –a 487 km de Campo Grande...
Recesso de fim de ano começa nesta semana no Judiciário e Legislativo
Na reta final de 2017, para alguns servidores a "folguinha" das festas começa mais cedo. Em orgãos Estaduais e Federais de Mato Grosso do Sul, tem re...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions