A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

31/03/2010 22:24

PM ferido em tiroteiro em bar saiu do coma induzido

Redação

Saiu do coma induzido o cabo da Polícia Militar Genuwilson Teles Gomes, de 35 anos, ferido durante um tiroteio em um bar localizado num assentamento de Sidrolândia, no sábado (27). Agora a Polícia Civil espera o policial se recuperar para que ele preste depoimento sobre o que realmente aconteceu no dia do crime.

A Delegacia de Polícia Civil de Sidrolândia informou anteontem que o policial será indiciado por homícidio. Segundo as apurações, foi ele quem atirou contra Cristiano Pereira de Oliveira, de 23 anos, que morreu durante a confusão.

Cristiano era filho de Valdeçon Carilho de Oliveira, de 52 anos, dono do bar onde aconteceu o tiroteiro. Anteontem ele se apresentou à polícia.

O comerciante, que também está sendo indiciado por homicídio, pela morte do amigo do policial, Jorge Luiz Cardoso Junior, de 30 anos, a segunda vítima da confusão, afirmou que foi o policial quem chegou atirando no local. No dia do tiroteio, a versão informada pelos amigos do PM à Polícia Civil foi de que já foram recebidos a tiro quando chegaram ao bar.

O delegado responsável pelo caso, Edson Pigosso, aguarda Genuwilson melhorar para poder ouvi-lo.

O cabo, lotado na Cigcoe (Companhia de Gerenciamento de Crises e Operações de Especiais) foi levado primeiramente para a Santa Casa de Campo Grande, onde passou por um procedimento cirúrgico no abdômen e de lá foi transferido para o hospital particular.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions