A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

15/03/2013 10:35

Polícia libera quatro jovens suspeitos de incendiar nove veículos no Centro

Viviane Oliveira e Paula Maciulevicius
Os jovens foram levados para a Depac no Centro. (Foto: Marcos Ermínio) Os jovens foram levados para a Depac no Centro. (Foto: Marcos Ermínio)

Foram liberados os quatro jovens detidos sob suspeita de envolvimento nos ataques que ocorreram no centro de Campo Grande. Desde a madrugada de terça-feira, nove veículos, sendo seis automóveis, uma carreta e duas motos, foram alvos dos criminosos.

Em atitudes suspeitas, os jovens foram detidos pela Polícia Militar por volta de 1h30 de hoje no Terminal Rodoviário e encaminhados para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro.

De acordo com a Polícia Civil, três jovens são de São Paulo e um de Campo Grande. Em depoimento eles disseram que passaram alguns dias no Cetremi (Centro de Triagem e Apoio ao Migrante) e seguiam para Camapuã, onde vão trabalhar em uma carvoaria.

A impressão digital deles não bate com as digitais que a perícia levantou nos veículos que foram incendiados. Como não tem nenhum elemento que liguem os fatos, eles foram liberados pela Polícia Civil. Os jovens não têm passagem pela Polícia.

Ataques - Apesar do policiamento ostensivo feito em Campo Grande, os ataques contra veículos seguiram pelo segundo dia na Capital. Na noite de ontem, mais dois veículos foram danificados. As duas motocicletas estavam estacionadas na rua do Padre, ao lado da Igreja Santo Antônio, e tiveram a mangueira do combustível cortada.

Já são nove casos registrados. Os ataques tiveram início na noite de quarta-feira (15). O primeiro foi um Palio, estacionado em frente à Igreja São José, na rua Pedro Celestino. Na mesma via, entre a avenida Afonso Pena e a rua 15 de Novembro, um Eco Sport e uma Blazer branca foram alvo dos bandidos.

O quarto carro a ser atacado foi um Uno branco, na Afonso Pena, próximo a rua José Antônio. O quinto veículo foi um Aircroos Citröen estacionado na rua 7 de Setembro.

Também foi registrado o incêndio em uma carreta Scania, que estava estacionada na praça do Rádio Clube. O sétimo seria um outro automóvel, recolhido pelo guincho às 3h da madrugada de ontem no bairro São Bento e por último duas motos. 

Testemunhas afirmaram que os crimes foram cometidos por dois homens em uma moto. A moto usada pelos criminosos já foi identificada. A ação dos bandidos é sempre do mesmo jeito, eles cortam a mangueira do combustível, que fica embaixo dos veículos e depois ateiam fogo.

Suspeitas - A Polícia suspeita do envolvimento de um policial militar nos ataques criminosos, mas mantém a investigação sob sigilo. Apesar de descartar o envolvimento de uma organização criminosa surgida nos presídios de São Paulo, os policiais continuam verificando todas as pistas sobre os incêndios. 

Atemorizada, a população vem procurando os estacionamentos particulares na região central. Houve aumento de até 7% na procura ontem.



A nossa Polícia tem que inpor respeito , e não deixar a cidade virar uma bagunça, a população tem todo o direito de viver em Paz.
 
ALEXANDRE ROQUE PIMENTEL em 16/03/2013 08:52:56
acho que os bandidos descobriram a defasagem de funcionarios da segurança publica no nosso estado, pois faça um teste, pegue um carro e de uma volta na cidade, raramente vera uma viatura da policia....
 
odair nascimento em 15/03/2013 20:22:07
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions