A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

21/11/2014 15:21

Polícia paraguaia mata 2 e prende 2 bandidos de MS que fizeram família refém

Liana Feitosa
Assaltantes disseram ser de MS, mas estavam foragidos de penitenciária do Paraná. (Foto: Jornal Ultimahora.com/Paraguai)Assaltantes disseram ser de MS, mas estavam foragidos de penitenciária do Paraná. (Foto: Jornal Ultimahora.com/Paraguai)

Quatro assaltantes brasileiros, que estavam foragidos da penitenciária estadual de Foz do Iguaçu, tentaram assaltar um casal de brasileiros que reside há 30 anos na cidade paraguaia de Santa Rita, mas dois foram mortos e, os outros dois presos. Um deles afirmou que a quadrilha é de Mato Grosso do Sul e haviam ido até a região apenas para assaltar o casal. Eles estão detidos na delegacia de Santa Rita, cerca de 70 km de Foz do Iguaçu.

Carlos Tiago Lemes e Aguinaldo Gonçalves morreram ao trocar tiros com a polícia paraguaia, que foi avisada do assalto por vizinhos do casal de agricultores Ivaldino Antonio Vivian, 61, e Alice Vivian, 56. Já os assaltantes Carlos Henrique da Silva Cândido e Oziel de Sá serão extraditados para o Brasil, segundo informações do jornal paraguaio  Ultimahora.com.

De acordo com a polícia paraguaia, na última quarta-feira (19), por volta das 9h do horário paraguaio, homens armados tentaram roubar a caminhonete Toyota Hilux do casal, mas vizinhos viram a ação e acionaram a polícia.

Reféns - A polícia foi até o local e houve troca de tiros, matando dois assaltantes. Os outros dois permaneceram no interior da residência e mantiveram reféns o casal e uma funcionária da casa, que foi liberada pela quadrilha por volta das 13h50. Toda a ação durou cerca de 8 horas.

Exigências - Segundo o jornal Portal Guaíra, uma rádio de Santa Rita conseguiu ligar para a residência e conversou com um dos bandidos. Com medo de serem mortos pela polícia paraguaia, exigiram a presença do filho do casal de vítimas, que estava na cidade de Assunção, além de um advogado e um fiscal do Ministério Público.

Para que as negociações fossem encerradas e eles se entregassem, os bandidos também exigiram que a presença de dois cinegrafistas, um paraguaio e outro brasileiro, para que filmassem o momento em que se entregariam.

Por volta das 18h os assaltantes libertaram os reféns e se entregaram à polícia do país vizinho, ainda segundo o jornal. As vítimas não foram feridas. No carro dos criminosos foram encontradas muitas armas de grosso calibre e explosivos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions