ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUARTA  28    CAMPO GRANDE 28º

Cidades

Policiais federais acabaram presos e traficante solto

Por Redação | 23/10/2009 17:10

Apontado como pivô da ação que levou à prisão de dois agentes da PF (Polícia Federal), o paraguaio Juan Arnaldo Céspede de Amarilla, 29 anos, não foi preso. Ele tem mandado de prisão em aberto por tráfico, expedido pela Justiça Brasileira, segundo a assessoria de imprensa da Polícia.

A assessoria esclarece que na terça-feira (20/10), o agente especial de 1ª classe, Amilton Moreira e a agente especial de 3ª classe Luciana Correia Rodrigues, estavam na fronteira e, quando viram o foragido, acionaram a Polícia do Paraguai.

Os dois policiais acabaram presos em Capitan Bado, fronteira com Coronel Sapucaia.

Foram encontrados com os agentes dois coletes à prova de balas com emblema da Polícia Federal brasileira, um arsenal, duas pistolas com seus carregadores e 115 balas calibre 5.56.

Também foram apreendidas perucas, câmeras fotográficas, uma pistola Taurus e até uma sub-metralhadora com duplo carregador e mira telescópica, que é capaz de disparar 30 tiros por segundo.

Após pagarem fiança no valor de R$ 2 mil, os agentes foram liberados.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário