A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Janeiro de 2019

15/08/2010 18:17

Policial militar foi morto a tiros por causa de R$ 100

Redação

O jovem Lucas Aurélio de Araújo, 25, matou o cabo da Rotai (Rondas Ostensivas Táticas do Interior), Edu Wesley Inácio de Almeida, 33, por causa de R$ 100, de acordo com matéria do portal Rádio Caçula.

A reportagem do site teve acesso ao boletim de ocorrência registrado na Delegacia de Polícia Civil de Três Lagoas. Consta que Ademar Marques Orgeda, o "Ademarzinho", bandido conhecido por furtos e roubos no município, deu a respectiva quantia a Lucas para que ele comprasse drogas, mas em troca o rapaz teria que matar Edu.

Ontem à tarde, o cabo da Rotai estava no Bar da Fátima, na rua Pelópedes Golveia, no bairro Parque São Carlos, quando Lucas chegou ao local e passou a insultar algumas pessoas que bebiam no estabelecimento comercial, inclusive o policial que estava acompanhado por parentes, que pediu ao jovem para se retirar dali.

Minutos depois Lucas retornou ao bar, sacou um revólver calibre 38 e disparou diversos tiros em direção a Edu. O policial revidou com alguns disparos de sua pistola .40, mas não conseguiu acertar o rapaz, que fugiu.

Lucas fugiu para sua residência na rua das Marias, sendo cercado por uma equipe de um tenente da Polícia Militar e outra guarnição da Rotai que estava de serviço. Os policiais ordenaram que o jovem se entregasse, mas ele resistiu, fazendo com que a polícia invadisse a casa.

Os policiais foram recebidos com vários tiros e acabaram revidando e atingindo Lucas. Ele foi socorrido ao Hospital Auxiliadora, mas não resistiu e morreu.

Arma - De acordo com a Rádio Caçula, Lucas pegou a arma utilizada no crime na casa de sua mãe. Ele teria escondido o revólver no local a pedido de Ademarzinho, que ontem havia praticado um assalto num supermercado de Três Lagoas com a arma.

Após matar o cabo da Rotai, Lucas teria conversado com Ademar e contado a ele sobre o crime. Depois do crime, Lucas conversou novamente com "Ademarzinho" confirmando o assassinato. O suspeito de mandar matar o policial fugiu sem levar a arma utilizada no crime e até agora não foi encontrado.

Mega-Sena acumula e pode pagar até R$ 38 milhões na quarta
Ninguém acertou as seis dezenas da sorte na noite deste sábado (19) e o prêmio da Mega-Sena acumulou em R$ 38 milhões. O próximo sorteio está previst...
OMS lista as 10 principais ameaças para a saúde em 2019
Surtos de doenças preveníveis por vacinação, altas taxas de obesidade infantil e sedentarismo, além de impactos à saúde causados pela poluição, pelas...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions