ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SEXTA  27    CAMPO GRANDE 29º

Cidades

Presos se rebelam, queimam colchão e fazem quebra-quebra

Por Redação | 16/07/2008 05:40

Um grupo de 51 presos promoveu uma rebelião no fim da noite desta terça-feira na cadeia pública de Nova Andradina, cidade a 347 quilômetros de Campo Grande.

Eles atearam fogo em colchões, destruíram portas e cadeados e fizeram muito barulho. A ação ocorreu após transferência de sete internos para o presídio Harry Amorim Costa, em Dourados. Na manhã desta quarta-feira todos deverão ser transferidos para que a unidade seja reformada.

Os detentos começaram o quebra-quebra nas celas por volta das 21h30 e só terminaram por volta de 1 hora desta quarta-feira, diante da presença do juiz Robson Celeste Candelório e de alguns órgãos de imprensa da cidade. A cadeia está superlotada, assim como ocorre em todo o Estado. O local foi projetado para 24 presos.

Eles reivindicam aumento do tempo de visita, de duas horas para quatro, melhoria na qualidade da comida, mais respeito com os familiares dos presos e a presença do defensor público na cadeia com mais freqüência.

Durante toda a negociação esteve presente o delegado diretor da cadeia, Rinaldo Gomes Moreira, além do comandante do 8º. Batalhão da Polícia Militar, Nilvo Vicente Perlin, policiais civis e militares. A transferência ontem ocorreu diante do risco iminente de fuga, porque foram encontradas grades serradas. (Com informações do repórter Marcos Donzeli, do site Nova News)

Nos siga no Google Notícias