A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

07/03/2013 17:28

Probabilidade de alguém ser morto com arma de fogo em MS caiu 37,9%

Ângela Kempfer
PM aposentado, Gumercindo Rosas do Nacimento, foi morto com um tiro na cabeça (Foto: Pedro Peralta)PM aposentado, Gumercindo Rosas do Nacimento, foi morto com um tiro na cabeça (Foto: Pedro Peralta)

A notícia é boa, divulgada pelo Mapa da Violência 2013, da Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais. Em Mato Grosso do Sul, a probabilidade de alguém ser morto por arma de fogo caiu 37,9% nos últimos 10 anos.

O trabalho avalia dados das secretarias estaduais de segurança de 2000 a 2010. A defasagem é de dois anos, mas faz uma comparação com as demais capitais brasileiras.

O estudo aponta que dez anos antes, eram registradas 23,9 mortes por grupo de 100 mil habitantes em Mato Grosso do Sul. Em 2010, o índice caiu para 14,8.

O Estado ocupa a 19ª posição em número de assassinatos por tiro, mas fica na frente de São Paulo, por exemplo. Cidade com fama de mais violenta do País, mas que registra 9,3% mortes por 100 mil habitantes.

No ano 2000, Mato Grosso do Sul, estava em 7º lugar no ranking. Segundo o estudo, naquele período foram registrados 496 assassinatos a bala e em 2010 o número caiu para 363, queda de 26,8%.

O Mapa da Violência coloca a cidade de Alagoas no topo da probabilidade de morte por arma de fogo, com 55 vítimas por 100 mil habitantes.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions