A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 21 de Novembro de 2019

09/05/2013 20:51

Procurador do trabalho afirma que bolivianos e paraguaios são escravizados no MS

Nyelder Rodrigues
Procurador Cícero Rufino - em pé - falou no Fórum ontem à noite (Foto: Divulgação)Procurador Cícero Rufino - em pé - falou no Fórum ontem à noite (Foto: Divulgação)

Durante a abertura do 7º Fórum Sindical Sul, que aconteceu ontem (8) em Campo Grande, o procurador do trabalho Cícero Rufino Pereira afirmou que existem carvoarias na região de fronteira escravizando paraguaios e bolivianos. A situação também é vista em algumas indústrias de açúcar e álcool.

Cícero Rufino, que é da Procuradoria Regional do Trabalho, do Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso do Sul (MPT-MS), declarou que o trabalho forçado e tráfico internacional de pessoas dos países vizinhos são duras realidades brasileiras.

“Na cadeia produtiva do aço e ferro gusa tem trabalho escravo”, acrescentou o procurador, também dizendo que a grande extensão de terras no Mato Grosso do Sul e falta de fiscais, procuradores e servidores também atrapalham a cobertura eficaz da fiscalização do MPT.

O 7º Fórum Sindical Sul acontece na Capital e reúne lideranças sindicais dos trabalhadores nas indústrias dos estados de Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. O evento vai até esta sexta-feira (10), e discute também temas como acidentes de trabalho e doenças ocupacionais.

No debate desta manhã, o palestrante Roberto Ruiz, médico sanitarista e do trabalho e consultor em saúde do trabalhador do Sindicato Químico Unificado, criticou a falta de infraestrutura, inclusive mobiliária, nas indústrias e comércio, o que facilita o agravo dos casos de LER (Lesão por Esforço Repetitivo) e demais doenças ocupacionais.

A estimativa é de que hoje, no setor industrial brasileiro, e aqui em Mato Grosso do Sul não deve ser diferente, é de que 20% dos trabalhadores estão doentes”, afirmou Ruiz, ao revelar que o campeão de motivo do afastamento de empregados da indústria é a tendinite e em segundo lugar são os transtornos psíquicos.

Amanhã (10) os trabalhos recomeçam às 8h30 com “Pauta Unificada” e o palestrante será Idemar Martini. Depois haverá debates, trabalhos em grupo e apresentação e conclusão dos trabalhos, finalizando o 7º Fórum Sindical Sul.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions