A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

29/04/2010 09:12

Professores decidem em Assembleia se aceitam reajuste

Redação

Os professores da rede municipal de ensino participam às 15h de assembleia geral para decidir se aceitam ou não as propostas de reajuste feitas pelo prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB).

O encontro acontece na sede da ACP (Associação Campo-Grandense de Profissionais da Educação), segundo confirmou há pouco o presidente da entidade, Geraldo Alves Gonçalves.

Durante a reunião, os professores vão analisar se aceitam a oferta de 6% de reajuste linear ou incorporação total da regência de classe, que corresponde a cerca de 50% do salário.

Segundo o presidente da APC, a regência representaria reajuste diferenciado para os professores, dependendo do tempo que cada um tem de serviço. Este índice varia de 1.61% a 11.73%

Geraldo Gonçalves enfatiza que nenhuma das duas propostas contempla o anseio da categoria. O pedido dos professores é a aplicação do piso nacional, referente a uma jornada de 20 horas.

"Se considerarmos o piso para 2010, este índice chega a 17.37%", detalhou.

O presidente da instituição também lembra que durante a gestão do prefeito Nelsinho Trad, os professores nunca receberam reajuste menor que 10%. "Ano passado, que foi o ano da crise, tivemos 10%. Não entendemos este índice de 6% este ano", disse.

Geraldo espera que as negociações avancem com os técnicos da prefeitura, no caso de os professores não aceitarem as duas propostas.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions