ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEXTA  25    CAMPO GRANDE 24º

Cidades

Quarenta dias depois, MPE faz coletiva sobre Owari

Por Redação | 08/09/2009 16:22

Quarenta dias depois de receber os inquéritos da Polícia Federal, o MPE (Ministério Público Estadual) vai se pronunciar nesta quinta-feira sobre a Operação Owari, que levou 42 pessoas para a prisão no dia 7 de julho deste ano, entre elas políticos, servidores públicos e empresários de Dourados, Naviraí e Ponta Porã.

A assessoria do MPE distribuiu nota à imprensa na tarde desta terça-feira informando que o procurador-geral de Justiça de Mato Grosso do Sul, Miguel Vieira da Silva, vai se reunir com alguns dos promotores de Justiça responsáveis pela operação e depois haverá entrevista coletiva. A reunião será no auditório Nereu Aristides Marques, na sede da Procuradoria-Geral de Justiça, em Campo Grande.

Desencadeada pela PF após dois anos de investigação, a Operação Owari desmantelou o esquema de fraude em licitações montado por duas organizações, uma comandada pela família Uemura e outra chefiada pelos irmãos Eduarte e Everaldo Dias Leite.

Os inquéritos foram concluídos no dia 30 de julho e entregues pelo delegado da PF Bráulio Cezar Galloni ao MPE em Dourados. Até agora, nenhuma das 73 pessoas indiciadas foi denunciada pelo Ministério Público.