A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

25/06/2009 17:39

Queima de arquivo pode ter causado morte perto da CPA

Redação

Queima de arquivo pode ter motivado o assassinato de Fabrício Flor da Silva, 33 anos, ocorrido na madrugada de 31 de maio, quando o preso deixava a CPA (Colônia Penal Agrícola).

De acordo com o delegado do 7º DP (Distrito Policial) Natanael Costa Balduino, a principal linha de investigação indica a possibilidade de ter ocorrido um acerto de contas com comparsas da facção criminosa que Silva integrava.

"A morte está relacionada a algum delito que fizeram juntos e que ficou mal acertado", explica o delegado, que não revela mais detalhes da investigação para não comprometer os levantamentos feitos pela Polícia Civil.

Alguns nomes são investigados, porém, Balduino não divulga os suspeitos do crime.

Silva foi assassinado com seis tiros, três na cabeça e três no tronco. O preso estava jurado de morte e por isso passou o fim de semana anterior à morte sem sair da CPA.

Quando decidiu sair da Colônia, ele foi atingido por disparos de pistola no estacionamento do presídio de regime semi-aberto.

MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN
Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por...
Governo Federal reduz período do horário de verão para 2018/19
O presidente Michel Temer assinou hoje (15) um decreto reduzindo em duas semanas o horário de verão em 2018. No ano que vem, a medida começará a vale...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions