A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

18/09/2009 15:02

Sanesul atribui ao calor de 40º falta de água em Corumbá

Redação

Além das altas temperaturas dos últimos dias, os moradores de alguns bairros, principalmente da parte alta, estão sofrendo também com a falta de água. Em nota, a Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul) atribuiu parte do problema ao excesso do consumo em decorrência do forte calor.

Conforme o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), na quarta-feira, a cidade branca registrou 40,5º, a mais alta do País. Nesta sexta-feira, conforme o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), a cidade registra máxima de 29º, com sensação térmica de 30º.

A Sanesul disse que está empenhada em solucionar o desabastecimento na parte alta da cidade de Corumbá. Técnicos da empresa estão implantando alternativas para solucionar o problema e resultados já estão sendo obtidos.

Nos loteamentos Pantanal e Guanã, localizados no ponto mais alto da cidade, o abastecimento já está parcialmente normalizado, segundo a concessionária, e "apenas algumas ruas, localizadas na parte mais elevada, ainda estão sem água".

As equipes da Sanesul continuam realizando manobras no Sistema de Abastecimento de Água para que todos sejam abastecidos. Além disso, dois caminhões pipa estão levando água diretamente para as casas.

"O desabastecimento é agravado nesta época do ano devido às altas temperaturas, que provocam uma elevação no consumo de água. Como a população que reside na parte baixa da cidade consome mais, a rede perde pressão e ocorre a intermitência no abastecimento na parte alta", explicou a empresa, por meio da assessoria de imprensa.

Esse problema só poderá ser resolvido definitivamente quando começarem as obras do novo Sistema de Abastecimento de Água da cidade. Os recursos para essas obras já estão assegurados pelo Ministério das Cidades. No início deste mês, o governador André Puccinelli e o presidente da Sanesul, José Carlos Barbosa, estiveram junto com a Ministra Dilma Roussef (Casa Civil) e o Ministro Márcio Fortes (Cidades) assinando a seleção dos projetos.

Serão liberados R$ 20,9 milhões do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), por meio de financiamento da Caixa, pago pela Sanesul. Com esses recursos, a empresa vai começar as obras que vão melhorar o abastecimento em toda a cidade, inclusive da parte alta. O sistema de abastecimento será aprimorado com a ampliação da estação de captação de água, aumentando a produção. Além disso, será duplicada a adutora (tubulação que leva a água para tratamento), aumentando o fluxo para as Estações de Tratamento.

Mega-Sena acumula e prêmio no sábado pode chegar a R$ 39 milhões
A Mega-Sena mais uma vez ficou sem vencer na noite desta quarta-feira (13) e, assim, acumulou. O prêmio pode subir para R$ 39 milhões no sorteio do p...
Chuva intensa de meteoros terá pico na madrugada de quinta-feira
A chuva de meteoros Geminídeos – uma das mais intensas e brilhantes do ano – vai ocorrer durante a noite de hoje (13) e a madrugada de amanhã (14) e ...
STF tem maioria a favor de delação negociada pela Polícia Federal
O Supremo Tribunal Federal (STF) formou hoje (13) maioria para manter a autorização legal para que a Polícia Federal (PF) possa negociar delações pre...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions