A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

28/09/2011 20:07

Sanesul quer R$ 626 milhões do PAC 2 para água e esgoto

Paulo Fernandes
Gerente de projetos da Sanesul, Lourdes Tapparo, gestor de projetos de água, Paulo Sérgio dos Santos, e o presidente José Carlos Barbosa, participam de reuniões no Ministério das Cidades (Foto: divulgação)Gerente de projetos da Sanesul, Lourdes Tapparo, gestor de projetos de água, Paulo Sérgio dos Santos, e o presidente José Carlos Barbosa, participam de reuniões no Ministério das Cidades (Foto: divulgação)

A diretoria da Sanesul está em Brasília (DF) onde tenta conseguir R$ 626 milhões do PAC 2 para 53 municípios no setor de coleta e tratamento de esgoto e 19 municípios na área de abastecimento de água.

O presidente da empresa estatal, José Carlos Barbosa, a gerente de projetos, Lourdes Tapparo, e o gestor de projetos de água, Paulo Sérgio dos Santos, participarão de duas reuniões técnicas amanhã no Ministério das Cidades.

A Sanesul quer mostrar que as cidades cadastradas necessitam dos recursos pleiteados. O Ministério das Cidades já avisou que o número de municípios inscritos é maior do que os recursos disponíveis.

O presidente da Sanesul informou ainda que visitará cada um dos parlamentares da bancada federal para solicitar o apoio na obtenção dos recursos. “Agora, mais uma vez, a ajuda de deputados e senadores será fundamental para garantir que Mato Grosso do Sul seja contemplado”, diz José Carlos Barbosa.

Os projetos da Sanesul para o grupo 3 do PAC 2 foram aprovados na pré-seleção realizada pelo Ministério das Cidades e pela Funasa (Fundação Nacional de Saúde), em agosto de 2011. A aprovação significa que foram atendidos os requisitos para que sejam pleiteados os recursos para os municípios operados pela empresa.

Segundo o presidente da Sanesul, José Carlos Barbosa, a pré-seleção é o primeiro passo para conquistar a liberação dos recursos. “Conseguimos cadastrar os projetos e obter a primeira vitória no processo. Agora, em Brasília, vamos continuar prosseguindo as etapas para assegurar a liberação dos recursos”, afirma.

Barbosa diz ainda que a possível conquista de recursos do PAC 2 pode antecipar as metas do governo do Estado e da Sanesul para o saneamento. “Pretendemos chegar a 2014 com 60% de cobertura de coleta e tratamento de esgoto no Estado. Dependendo do volume de recursos que conquistarmos, poderemos antecipar isto”.

Em uma etapa anterior do PAC 2, a Sanesul já garantiu R$ 142 milhões para as quatro maiores cidades do interior do Estado: Dourados, Corumbá, Ponta Porã e Três Lagoas. A previsão é de que a liberação dos recursos seja feita no mês de outubro.

Câmara Federal regulamenta carreira dos agentes comunitários de saúde
Com a presença de agentes comunitários nas galerias da Câmara, os deputados federais concluíram hoje (12) a votação do projeto de lei que regulamenta...
Anvisa libera serviço de vacinação em farmácias de todo o país
Farmácias e drogarias de todo o país vão poder oferecer o serviço de vacinação a clientes. A possibilidade foi garantida em resolução aprovada hoje (...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions