A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

26/10/2010 15:59

Santa Casa faz projeto para obras de R$ 44 milhões

Redação

A Santa Casa de Campo Grande preparou um projeto de reforma e compra de equipamentos no valor total de R$ 44 milhões. Um ofício pedindo auxílio do governo federal para a realização da obra foi enviado ao ministro da Saúde, José Gomes Temporão.

O projeto prevê alterações em todo o hospital, que é o maior e mais importante do sistema de saúde de Mato Grosso do Sul com 18,2 mil atendimentos, 1,7 mil cirurgias e 53 mil exames mês.

A proposta é modernizar a Santa Casa. O hospital tem três décadas. "Até o elevador tinha problema. Imagina esse fluxo de atendimento em um prédio tão antigo. Pensando nisso, preparamos esse projeto e mandamos um ofício para o ministro Temporão", disse o diretor-administrativo Jorge Martins, em entrevista coletiva para prestação de contas, nesta terça-feira, na unidade hospitalar.

Dividido em 11 partes: adequação e modernização de todo o hospital; modernização do Centro de Atenção Pediátrica; do Centro de Cirurgia Geral; Centro de Assistência Materno Neonatal; Centro Cirúrgico; Unidade de Tratamento de Queimaduras; Centro de Referência Ortopédica; Unidade de Cuidado ao Paciente Crítico; Centro de Atenção Cardiológica; Centro de Referência Neuro Cirúrgico; e Central de Material Esterelizado.

As alterações envolvem todo o hospital, incluindo a modernização e adequação da rede de gazes, elétrica, climatização, sonorização e elevadores.

Pelo projeto, as mudanças começam no subsolo 2, com reforma de 50m², aquisição de equipamentos e material permanente (R$ 1,132 milhão).

No 1º andar, 285m² das UTIs (Unidades de Tratamento Intensivo) I, II e III serão reformados, segundo o projeto, com 18 leitos adequados (R$ 1,5 milhão); além da modernização e aquisição de equipamentos e material permanente para o Centro de Atenção Cardiológica (R$ 3,345 milhões) e para o Centro de Referencia Neuro Cirurgico (R$ 1,318 milhão).

As melhorias continuam no segundo andar, onde está o Centro Cirúrgico (com investimento previsto de R$ 7,852 milhões), Unidade de Tratamento de Queimaduras (R$ 2,042 milhões) e Centro de Referência Ortopédica (R$ 3,01 milhões).

Para o terceiro andar, a proposta é de reforma, adaptação, aquisição de equipamentos e material permanente para o Centro de Assistência Materno Neonatal.

No 5º e no 6º andares, respectivamente, o projeto de modernização atende o Centro de Cirurgia Geral (R$ 3,01 milhões) e o Centro de Atenção Pediátrica (R$ 6,183 milhões).

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions