A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

03/10/2013 13:52

Secretário diz que segue recomendações médicas no caso do Maníaco da Cruz

Graziela Rezende
Jacini diz que segue recomendações médicos para manter jovem em presídio (Foto: Simão Nogueira)Jacini diz que segue recomendações médicos para manter jovem em presídio (Foto: Simão Nogueira)

Sobre as condições precárias no Estabelecimento Penal de Segurança Máxima, no qual Dionathan Celestrino, 21 anos, conhecido como Maníaco da Cruz, estaria reclamando, o secretário de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini, disse desconhecer a situação, tanto que a remoção dele para o local ocorreu após uma reforma e ampliação de um imóvel adequado ao seu tratamento.

“Assim como ordenaram os psicólogos, foi feito um espaço somente para ele, seguindo todas as recomendações médicas. Nós ainda tomamos o cuidado de dedicar um horário somente para ele tomar o banho de sol”, diz o secretário. Até o momento, Jacini disse que ainda não fez uma nova visita as suas instalações, porém ele estaria na ala de saúde do presídio.

Porém, em recente conversa com agentes penitenciários e até mesmo presos que conversam com ele de dentro da cela, o “Maníaco da Cruz” estaria desabafando que vive em condições subumanas, sem sequer ver o sol e que, dessa maneira, “vai ficar louco”.

“Ele diz que voltaram muita mídia sobre ele e que muitos presos, que estão lá, cometeram crimes mais graves e logo são soltos. Bem educado, ele diz muitas vezes que não quer fazer mal a ninguém, já que aquele foi um momento de desvio de conduta, ressaltando que se fosse um monstro, psicopata como dizem, já teria atacado alguém enquanto esteve foragido e até mesmo lá dentro”, afirma, ao Campo Grande News, uma fonte de dentro do presídio.

O jovem cometeu os crimes em 2008, quando menor de idade, e foi condenado a três anos de internação. No entanto, o MPE (Ministério Público Estadual) recorreu contra a sua soltura e a Justiça decretou a internação judicial do Maníaco da Cruz. Ele acabou ficando dois meses internado na Santa Casa de Campo Grande, sob escolta policial.

O jovem só foi encaminhado ao presídio após a Justiça rever a decisão e determinar a permanência dele em uma ala de saúde do estabelecimento penal.

Tribunal de Justiça nega recurso e mantém interdição do Maníaco da Cruz
Em sessão ocorrida nesta quinta-feira (26), em Campo Grande, os desembargadores da 5ª Câmara Cível negaram, por unanimidade, o fim da interdição de D...
Ministério Público faz contrato de R$ 3 milhões com empresa de informática
O MP/MS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) firmou contrato de R$ 3,3 milhões com a empresa Click Ti Tecnologia Ltda. Com validade de seis me...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions