A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

09/03/2010 09:30

Segurança fecha fronteira pelos próximos três meses

Redação

De Mundo Novo a Corumbá, todas as forças policiais do Estado, em conjunto com Polícia Federal e Força Nacional, começam hoje operação contra crimes típicos da fronteira.

Reunião na manhã de hoje, na sede do Clube da Polícia Federal, em Campo Grande, foi a largada para as ações que vão durar, pelo menos, 90 dias.

O trabalho começa com os serviços de inteligência concentrados na região de fronteira com o Paraguai e a Bolívia, mas barreiras fixas e fiscalização volante também iniciam nesta semana.

Os comandantes da operação, batizada de Sentinela, não informam o contingente que estará envolvido nas ações, mas na manhã de hoje o governador André Puccinelli disse que o efetivo é recorde para ações desse porte. "Eles vão ficar muito tempo por aqui", comentou.

Segundo ele, a ação conjunta foi confirmada com a autorização para que a Força Nacional se instalasse em Mato Grosso do Sul, no fim do ano passado, para atuar em conjunto com DOF (Departamento de Operações de Fronteira), Polícia Militar e Polícia Federal.

O efetivo de Brasília está também com base no Cefap (Centro de Formação de Praças), na Capital. A operação Sentinela é nacional e ocorre do Rio Grande do Sul ao Amapá.

Em Mato Grosso do Sul, além do combate ao tráfico de drogas e armas, contrabando, entrada ilegal de imigrantes e atuação do crime organizado de forma geral, uma preocupação específica é com a Febre Aftosa, por conta do contrabando e furto de gado do Paraguai.

O Ministério da Justiça também autorizou o uso temporário de tropas da Força Nacional de Segurança Pública

Com base nas informações levantadas pela inteligência nos próximos 3 meses, a ação pode ser prorrogada por mais 7 meses.

No início do ano, o Ministério da Justiça divulgou que a principal aposta tecnológica da Polícia Federal para o monitoramento da fronteira, a aeronave não-tripulada - VANT, de fabricação israelense, adquirido em meados do ano passado, também poderia ser utilizada na fronteira.

Na reunião desta manhã, poucas informações foram repassadas, e não houve confirmação sobre o uso dessa tecnologia por enquanto.

Em nota resumida, a PF informou apenas que em Mato Grosso do Sul, os trabalhos da Operação Sentinela ocorrerão, principalmente nas cidades fronteiriças de Mundo Novo, Amambai, Ponta Porã, Bela Vista, Porto Murtinho e Corumbá.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions