A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

08/02/2011 11:03

Título Interno

Marta Ferreira

Sub-Título

O governo de Mato Grosso do Sul decidiu criar um grupo para criar políticas públicas de proteção às necessidades do público gay no âmbito dos órgãos de segurança. O objetivo é a prevenção e a repressão à violência homofóbica, como diz o texto da resolução que contém a determinação, publicada hoje no Diário Oficial do Estado.

A resolução, dentro da Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública) o Grupo de Trabalho Integrado de Políticas Estaduais para a população de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transgêneros,

O grupo terá representantes de todas as forças policiais, do Corpo de Bombeiros, da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), do Judiciário, do Ministério Público Estadual, da Defensoria Pública, da OAB.

Também vão integrar o grupo um representante do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana e um representante da popualação atendida pela medida.

A previsão é que o grupo de trabalho se reuna a cada três meses na Sejusp.

Aplicativo enviará à CGU denúncias de agressão e discriminação a pessoas LGBTI+
O Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União recebe, a partir de hoje (18), denúncias feitas pelo aplicativo TODXS, relativas à discr...
TSE: regras eleitorais deixam dúvidas sobre fake news e autofinanciamento
O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou hoje (18), por unanimidade, as 10 resoluções que irão regular as eleições de 2018, mas ainda ...


Parabéns pela iniciativa, caro governador, mais uma vez demonstras reseito a essa população tão discriminada. Pena essa ação não ser tão divulgada. AH....se todos fossem iguais a você.....Tanta coisa emperrada na Camara Municipal, a briga devido ao material enviado pelo MEC para as escolas para ajudar a dimimuir a violência a essa população. Tenho certeza que o Senhor teria agido e realmente investigado aquele caso das professoras demitidas por serem lésbicas. O senhor vem escrevendo sua história para a população de MS e exemplo para os demais estados, como quando legalizou no IMPCG que os companheiros do mesmo sexo pudessem ser dependentes do titular.
SInto-me orgulhosa desse governo.
Mais uma vez PARABÉNS.
 
Noyr Rondora Marques em 08/02/2011 01:28:13
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions