A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

05/04/2017 18:50

Servidores do TJ terão abono incorporado e aumento será 0%, diz Sindijus

Nyelder Rodrigues

Após o envio de projeto do TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), tratando do reajuste salarial dos servidores do órgão, o Sindjus-MS (Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul) emitiram uma nota para esclarecer que, na realidade, os trabalhadores terão reajuste de 0%.

Conforme a explicação, em 2016, devidos aos problemas financeiros enfrentados pelo Estado, a categoria acabou não conseguindo o aumento tradicional sobre o vencimento base, mas sim a concessão de abono salarial.

Tal abono variava conforme o salário do beneficiado, indo de R$ 172,56 à no máximo R$ 500, conforme a Lei Estadual n.º 4.835/2016 - os valores podem ser consultados pela na página 3 do DOE (Diário Oficial do Estado) de 14 de abril de 2016.

A incorporação do valor aos salários deveria ocorrer em janeiro de 2017, porém, novamente as dificuldades financeiras impediram que tal situação ocorresse, sendo que o pagamento do abono foi prorrogado até março - ou seja, já está vencido.

Agora, em abril, o TJ enviou à AL-MS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul) o projeto que propõe reajuste de R$ 11,28% aos servidores. Porém, na prática, o que vai ocorrer é apenas a incorporação dos abonos ao vencimento base, segundo o Sindijus-MS. Com isso, o aumento real será de 0%, frisa o sindicato.

Na mesma nota, a entidade explica que o valor de 11,28% é baseado na inflação oficial medida pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 2015, no INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor).

"A realidade é que neste mês de março, todos os servidores amargaram perda salarial pela não incorporação dos abonos (inferiores à inflação do período), e por meio do projeto de Lei, se aprovado, perceberão apenas a diminuição de um prejuízo, que infelizmente está bem distante de se tornar um aumento", destaca no texto.

Sobre outra questão, relativa à assistência médico-social dos aposentados, que está em proposição, o Sindijus também esclarece que trata-se de "mera incorporação de um antigo abono temporário de R$ 101, sem qualquer reajuste para este ano".



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions