A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Janeiro de 2019

14/10/2018 12:53

Sétimo caso só no feriado, jovem é executado em frente à esposa

Do início do feriado (11), até a noite de sábado, já foram sete mortos na fronteira, 3 fuzilados

Bruna Pasche

Marcial Robles, 25 anos, foi executado dentro de sua casa e na frente de sua esposa na noite deste sábado (13), no bairro Primaveira, em Capitan Bado na fronteira com Coronel Sapucaia. A polícia acredita que o crime tenha sido um ajuste de contas.

À polícia, a mulher da vítima contou que estava em casa com o marido quando por volta das 22h15, três homens invadiram, derrubando a porta e disparando várias vezes contra Marcial, que morreu na hora. Os tiros vieram de uma pistola 9mm.

Investigadores da Divisão de Homicídios e agentes da Polícia Técnica estiveram no local para os procedimentos de praxe e acreditam que o crime pode se tratar de um acerto de contas do narcotráfico que atua na fronteira, segundo informações do Porã News.

Marcial é o sétimo executado na fronteira apenas nesse feriado. No início do feriado pela manhã, os corpos de três brasileiros foram encontrados. Na sexta-feira pela manhã, Andrea Ramírez, de 25 anos, foi assassinada a tiros de pistola 9 milímetros, em sua casa no mesmo bairro onde Robles morava. Os dois casos aconteceram em Capitan Bado. 

Já a noite, em Ponta Porã, Davi Elias Lopes, 30, foi executado com cerca de 20 tiros, oito dias depois de ser liberado da cadeia. Também na manhã de sábado, a brasileira Elisandra Aranda Maldonado, 38 anos, que estava grávida, foi executada a tiros em Pedro Juan Caballero. O caso também pode ser um acerto de contas, segundo a polícia. 

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions