A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

04/07/2011 12:01

Sindicato reivindica a postos segurança para frentistas contra intoxicação

Fabiano Arruda
Sinpospetro diz que benzeno, liberado pelos combustíveis, prejudica saúde dos trabalhadores de postos de combustíveis. (Foto: Arquivo)Sinpospetro diz que benzeno, liberado pelos combustíveis, prejudica saúde dos trabalhadores de postos de combustíveis. (Foto: Arquivo)

O presidente do Sinpospetro/MS (Sindicato dos Empregados em Postos de Serviço de Combustíveis e Derivados de Petróleo do Estado de MS), Gilson da Silva Sá, cobrou que os postos de combustíveis do Estado viabilizem maior segurança no trabalho aos mais de 5 mil empregados do setor para evitar contaminação por produtos químicos liberados pelos combustíveis, especialmente, o benzeno.

Segundo o Sindicato, a intoxicação pelo benzeno foi responsável pela morte do frentista Gilberto Filiu, em junho do ano passado em Dourados, conforme confirmou atestado médico.

De acordo com trecho do atestado, divulgado pelo Sinpospetro, “o paciente Gilberto Filiu apresentou exposição ocupacional ao benzeno durante 29 anos e está em acompanhamento médico neste serviço e em serviço médico especializado devido à insuficiência hepática, agravada pela intoxicação crônica ao benzeno (benzenismo). Em decorrência da patologia, apresenta ainda distúrbio plaquetário, hemocromatose e humor deprimido. Deverá permanecer afastado da exposição ao benzeno para diminuir o risco de agravamento do quadro clínico atual e de desenvolvimento de neoplasias”.

“Precisamos avançar nos quesitos proteção e segurança de nossos companheiros que trabalham nesses ambientes onde correm risco de contaminação”, argumentou Gilson Sá.

A entidade afirma que tem solicitado apoio do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego em Mato Grosso do Sul) para orientar os empresários do ramo quanto ao problema.

O Sinpospetro ainda acusa os donos de postos de combustíveis de descumprir “acordos e legislações vigentes”, como seguro de vida e ausência de providências para que o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais analise, detalhada e corretamente, os riscos aos quais estão expostos os trabalhadores.

Sá cobra ainda que os empresários façam orientação efetiva aos empregados em como proceder para evitar acidentes de trabalho e doenças profissionais, com especial atenção para Medidas Preventivas de exposição ao Benzeno, nas operações de Descarregamento de Combustíveis, bem como na medição de volume de tanques.

Do outro lado, o Sinpetro (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo e Lubrificantes de Mato Grosso do Sul) afirmou que vai se interar do assunto antes de se pronunciar.

Câmara Federal regulamenta carreira dos agentes comunitários de saúde
Com a presença de agentes comunitários nas galerias da Câmara, os deputados federais concluíram hoje (12) a votação do projeto de lei que regulamenta...
Anvisa libera serviço de vacinação em farmácias de todo o país
Farmácias e drogarias de todo o país vão poder oferecer o serviço de vacinação a clientes. A possibilidade foi garantida em resolução aprovada hoje (...


queria saber mais sobre o direito do frentista porque eu intoxiquei com oleo diesel e ja gastei dinheiro com medico o medico so mim deu 8 dia de atextado sou frentista ha 10 anos e agora o q faso?
 
vanderlei ferreeira de sousa em 04/12/2012 08:36:35
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions