A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

14/09/2010 17:28

Sucessão de erros provocou desmoronamento, aponta laudo

Redação

Após sete meses da chuva torrencial que destruiu parte da Rua Ricardo Brandão, no bairro Chácara Cachoeira em Campo Grande, o laudo pericial foi entregue ontem ao síndico do condomínio Cachoeirinha, onde moram os principais prejudicados pelo desmoronamento de trecho da Avenida Ceará e da queda da quadra de esportes do conjunto residencial.

O perito Vinicius Alexsander Oliva Sales Coutinho, designado pela justiça, elencou seis pontos em sua conclusão sobre a situação do local atingido pela chuva em 27 de fevereiro deste ano.

De acordo com o laudo, a área da Ricardo Brandão e o entorno do condomínio Cachoeirinha perderam permeabilidade (capacidade do solo de absorver água) por conta das construções erguidas e de passagem de camada asfáltica em área de vegetação e mata ciliar, no trajeto do córrego Prosa.

A Ricardo Brandão foi construída sob o local de estrangulamento do curso do córrego, e está localizada na parte mais baixa da bacia do Prosa. Por conta desses fatores, a região necessidade de um sistema de drenagem eficiente, e que mantenha área de vegetação, lazer e reflorestamento, garantindo a sustentabilidade do local.

Vinicius Coutinho aponta ainda as obras na Avenida Ceará, que desmorou em 22 de dezembro de 2009, como justificativa para o problema na Ricardo Brandão. As atividades para restaurar o trecho da avenida levaram entulhos para o sistema de drenagem, que era deficitário.

Com a obstrução aliada ao volume de chuvas a água invadiu a avenida, descolando placas de asfalto e levando destruição na região abaixo do pontilhão.

Análise

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions