A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

02/08/2013 11:49

Taxa de mortalidade em MS cai 65,8% em 30 anos, mas ainda é alta

Edivaldo Bitencourt

A taxa de mortalidade infantil teve redução de 65,8% entre 1980 e 2010 em Mato Grosso do Sul, segundo o estudo divulgado hoje pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Para cada mil nascidos vivos no Estado, 17 morrem antes de completar um ano de vida. Há 30 anos, a mortalidade atingia 49,8 crianças.

Apesar da redução, a taxa sul-mato-grossense ainda é alta, o dobro da menor registrada no País, de 9,2 em Santa Catarina. E até acima da média nacional, de 16,8, de acordo com o IBGE.

No Brasil, entre 1980 e 2010, a taxa de mortalidade infantil reduziu-se em 75,8%, ao declinar de 69 para 16,7. Apesar dos declínios significativos observados nos níveis de mortalidade infantil, ainda persistem desigualdades entre as Unidades da Federação.

Em Alagoas, a taxa de mortalidade é de 30,2, a maior entre as 27 unidades da federação. Entre 1980 e 2010, os maiores declínios foram observados nos estados da Região Nordeste. Na Paraíba deixaram de morrer, no período 1980-2010, 94,2 crianças menores de 1 ano para cada 1 000 nascidas vivas. Em 1980, esta taxa era de 117,1.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions