A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

10/08/2010 09:45

Tiro que matou estudante saiu de arma de policial

Redação

O tiro que matou a estudante Juliana Aparecida dos Santos Sales, de 19 anos, partiu de um revólver da PM (Polícia Militar). A arma de calibre 38 estava sob a cautela do cabo David Pessoa Rodrigues. Contudo, a comprovação depende de exame pericial.

A Polícia Civil, que investiga o caso, entrou em contato com o cabo, que trabalha em outro município, e ele entregou o revólver para o comando.

O policial relatou que a arma foi furtada de dentro de um armário na casa onde mora em Campo Grande pelo seu filho de 22 anos. O rapaz teria entregado o revólver para uma terceira pessoa, que cometeu o crime e devolveu a arma depois.

No entanto, a Polícia descobriu que o filho do PM é namorado da jovem acusada de ser pivô da briga que acabou provocando a assassinato de Juliana.

Juliana morreu na madrugada do último domingo. Ela foi morta ao tentar defender a amiga que estava grávida de 5 meses e era o alvo do tiro.

Ontem, a adolescente de 16 anos, acusada do crime, prestou depoimento na Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude) assim como o namorado. Os dois foram detidos.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions