A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

06/02/2013 18:08

TJ cumprirá decisão que manda equiparar salários de servidores

Marta Ferreira

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul informou, via assessoria de imprensa, que vai cumprir, no prazo de 60 dias, a determinação do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) de equiparar o salário de funcionários que, embora tenham funções distintas, executam serviços parecidos, com salários diferentes. Conforme a decisão, o cargo de auxiliar judiciário I (antigo operador judiciário) deve ser transformado em analista judiciário.

A presidência do Trinbunal informou que já solicitou levantamento para cumprir a decisão, o que exigirá projeto de lei a ser apresentado à Assembleia.

De acordo com o vice-presidente do Sindijus/MS (Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário), Dionízio Gomes Avalhaes, a decisão beneficia cerca de 200 pessoas. Ele explica que concurso realizado em 2004 aplicou a mesma prova para operador e escrevente (atual analista) e os funcionários têm as mesmas atribuições.

Conforme tabela de remuneração, anexa em projeto enviado no fim de 2012 para a Assembleia Legislativa, analista judiciário tem vencimento-base de R$ 3.078,68. Enquanto a remuneração para auxiliar judiciário I é de R$ 1.811,13.

Autor da decisão, o conselheiro Bruno Dantas rejeitou a proposta do TJ/MS de pagar adicional, a partir de março, para nivelar os salários. Para ele, a situação beira ao absurdo. “Tendo, inclusive, sido apelidado de “Gratificação por Desvio de Função” -, pois pretende, a grosso modo, a legalização do desvio de função confessado, quando o correto seria o reenquadramento desses servidores, nos exatos moldes sugeridos pela Comissão por ele mesmo instituída para a solução do imbróglio”, afirma o conselheiro na decisão.

Indenizações por morte no trânsito crescem 24% em relação a 2016
O número de indenizações pagas pelo Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (Seguro Dpvat) entre janeiro e novemb...
ANS regulamenta novas regras de compartilhamento para planos de saúde
A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) publicou duas resoluções normativas na tentativa de dar mais segurança e estabilidade ao mercado de pla...


Também não teria lógica transformar todos os cargos em analistas, até porque exige-se um nível de escolaridade... Poderia sim melhor o salário e as determnar as funções dos agentes.
 
Watson Ranieri em 07/02/2013 10:58:34
Isso não seria ascensão funcional?

Se a moda pega, a turma vai começar a prestar concurso para gari e depois conseguir uma "ascensão" para juiz de direito.

Para ser analista não tem que fazer concurso para analista?
 
José Pereira em 07/02/2013 10:44:29
Agente de Serviços só tirando xerox, grande engano, pois estamos nos cartórios, realizando audiência , atendendo as partes no balcão, encaminhando documentos, expedido mandado de intimação, realizando intimações por telefone, encaminhando GR e Carta precatória etc...... Temos sim que procurar o SINDIJUS e pedir providencias como fizemos uma vez mas até agora nada foi resolvido, pq eles não consideram o cargo de Agente de serviços gerais, mas somos servidores todos iguais....
 
Paulo Souza em 07/02/2013 08:55:37
A questão não é ser ou não parente de desembargador, os operadores judiciários muito sabiamente se uniram, elaboraram uma ação(muito bem feita por sinal) e entraram no CNJ, os agente de serviços gerais fizeram isso? Sabe muitos não recebem o que querem por ter inveja das pessoas, ao invés de ficarem feliz pela porta que abriu, agora pessoal é ir a luta, assim como fizeram os operadores!
 
Anita Silva em 07/02/2013 08:27:59
Duvido,,,,,,,,,,,,,, Filhos de desembargador e amigos, não ocupam cargo de agente de serviços gerais.
Acorda Paulo.
 
Teresa Tânia em 07/02/2013 00:13:20
E o agentes de serviços gerais que estão realizando tarefas de analista, ninguém fala? isso não beira o absurdo, isso é um absurdo!!!
 
junior ferreira em 06/02/2013 23:06:51
Sempre digo que é muito fácil fazer cortesia com chapéu alheio!!.
 
sergio falei em 06/02/2013 22:44:26
os agentes de servicos gerais nao fazem servico de analista judial,e sim serviços gerais como tirar xerox atender telefone e outros.
 
clayton anderson em 06/02/2013 19:50:35
E os outros funcionários do estado. Agentes Administrativos que fazem todo o serviço de Assistentes Administrativos, pois não tem assistentes e não recebem como tal?
 
Luanna Petrus em 06/02/2013 19:38:58
O problema continuará com os outros servidores como é o caso dos agentes de serviços gerais que estão desviados de função nos cartórios e recebendo como agente. E ai o sindicato dessa vez vai tomar alguma providencia com relação aos OUTROS cargos???????
 
Paulo Souza em 06/02/2013 18:54:57
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions