A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

03/09/2012 11:37

UFMS é a 34ª colocada em ranking de universidades do País

Luciana Brazil

Entre as 191 universidades que fizeram parte do ranking da Folha de São Paulo, publicado recentemente, e que listou as melhores instituições de ensino superior do país, a UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) foi a melhor colocada do Estado, em 34° lugar, seguida pela UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) que ficou com a 78°posição.

A UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) foi a 99° colocada e a UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) ocupa a 117° posição do ranking. A pior avaliação do Estado, de acordo com o ranking, foi a Uniderp Anhanguera em 123° colocação.

Com as melhores notas, a USP (Universidade de São Paulo) ficou em primeiro lugar na avaliação do jornal. O ranking ficou distribuído em 188 posições, já que tiveram alguns empates.

De acordo com o jornal Folha de São Paulo, durante oito meses foram colhidos dados de publicações acadêmicas, além de depoimento de centenas de cientistas e profissionais de Recursos Humanos.

O Ranking Universitário Folha (RUF) avaliou quatro indicadores, a qualidade de ensino, a qualidade de pesquisa, a avaliação do mercado e o índice de inovação das universidades. Utilizando uma metodologia própria, a Folha se baseou também em referências internacionais já consolidadas.

Além de universidade privadas e públicas, 41 centros universitários ou faculdades também fizeram parte da pesquisa.

Entre os quatro indicadores que compuseram a fórmula do RUF, a qualidade de pesquisa analisou nove indicadores relacionados à pesquisa científica, como proporção de professores com doutorado, número de artigos científicos por docente e número de publicações, com peso de 0 a 55 pontos.

Na qualidade de ensino o Datafolha, instituto de pesquisa, entrevistou 597 pesquisadores do CNPQ (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), que serviram como amostra para representar os melhores cientistas e docentes do país. Cada um deles apontou as 10 melhores instituições nas suas área e deram notas de 0 a 20.

Ao todo, 1.212 diretores, gerentes ou profissionais responsáveis pelos recursos humanos de empresas e instituições fizeram parte do indicador avaliação do mercado. Eles apontaram as três melhores instituições de ensino superior que teriam preferência em um processo de contratação. A pontuação foi de 0 a 20.

A quantidade de pedidos de patente foi avaliado no indicador de inovação.

Para visualizar o ranking completo acesse: http://ruf.folha.uol.com.br/rankings/rankingdeuniversidades/

 UFMS é a 34ª colocada em ranking de universidades do País
Câmara de Vereadores entrega meio milhão de reais em emendas parlamentares
A Câmara Municipal de Costa Rica, a 305 quilômetros de Campo Grande, realiza nesta segunda-feira (dia 11) três sessões, duas delas especiais. Às 14h ...
Município de Itaporã comemora 64 anos de emancipação neste domingo
Conhecido como Cidade do Peixe, Itaporã, distante 227 km de Campo Grande, comemora 64 anos de emancipação neste domingo (10). A prefeitura municipal ...


Bom, quem ainda critique a universidade púlica deve ser provavelmente pq tenha se formado numa universidade particular. Em minha opinião é motivo de comemoração sim, principalmente ao comparar MS com outros estados muito mais antigos e experientes na área de educação e pesquisa como rj, sp, rs, dentre outros. Porém comemoração não quer dizer estaguinação. Ainda temos que lutar por melhorias!
 
Cacilda Hildebrand em 04/09/2012 07:30:03
Sou profissional de grande prestígio dentro e fora do país. Tenho orgulho de ser ex-aluno da UFMS.
Professores dedicados fizeram milhares de profissionais que tem o mesmo sentimento de gratidão pela UFMS
Caríssima Regina Camara não seja injusta
 
Juan Soto em 03/09/2012 03:36:13
Boa tarde, esta classificação não merece comemoração. O 34º lugar entre as universidades brasileiras não tem o menor significado. A comparação deve ser feita entre universidades de outros países. O ensino universitário brasileiro é medíocre. Estamos formando analfabetos funcionais. Infelizmente esta é a nossa realidade. Sorry!!
 
Regina Câmara em 03/09/2012 03:22:20
A éé e quando volta as aulas?
 
lucimara f. r. arrieiro em 03/09/2012 03:15:16
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions