A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

14/07/2011 10:36

Um em cada cinco estudantes do ensino fundamental está atrasado

Paula Vitorino

Em Mato Grosso do Sul, o percentual de alunos fora da série adequada no ensino fundamental é de 27 %.

Em Mato Grosso do Sul, o percentual de alunos fora da série adequada no ensino fundamental é de 27 %. O Estado ocupa a 13° posição em relação a distorção idade-série no país. Já em relação ao percentual de alunos atrasados no ensino médio, o MS tem 33,10%, ocupando o 18° entre os estados do país.

Um em cada cinco estudantes brasileiros do ensino fundamental não está cursando a série adequada para a sua idade. No ensino médio, pelo menos três em cada dez alunos também estão nessa situação. Os dados são do Censo Escolar 2010 sobre as taxas de distorção idade-série, que mede a proporção de alunos que não está matriculada na série indicada à faixa etária.

Tanto no ensino fundamental quanto no médio, o primeiro lugar é ocupado pelo Pará, com percentuais respectivos de 39,9 % e 59,2 %.

Pela legislação que organiza a oferta de ensino no País, a criança deve ingressar aos 6 anos no 1° ano do ensino fundamental e concluir a etapa aos 14. Na faixa etária dos 15 aos 17 anos, o jovem deve estar matriculado no ensino médio.

Os dados também mostram que a distorção de idade-série vem crescendo desde 2008, quando a taxa era 22,1% no ensino fundamental, passou para 23,3% em 2009 e chegou a 23,6% em 2010. No ensino médio, o percentual subiu de 33,7% para 34,4% em 2009 e no ano passado chegou a 34,5%.

Para a secretária de Educação Básica do Ministério da Educação (MEC), Maria do Pilar Lacerda, os dados são reflexo da diminuição da política de progressão continuada, que tinha como orientação a não reprovação dos alunos nos primeiros anos do ensino fundamental. No entanto, muitas redes de ensino mudaram essas diretrizes.

“Isso provocou uma manutenção da reprovação, quando ela é a grande causa da distorção idade-série. Hoje já se pensa em políticas de correção de fluxo e de aprendizagem sem usar a reprovação, como o reforço escolar”, explica.

Mas Pilar destaca que na última década a redução do índice de distorção foi maior: entre 2001 e 2011 essa diferença caiu 16 pontos percentuais no ensino médio e 19 pontos percentuais no ensino médio.

Ela acredita que a taxa deve continuar a cair e aponta que o patamar adequado seria entre 3% e 4%, considerando problemas de adaptação que acontecem em alguns casos.

Na avaliação da secretária, os adolescentes repetentes que estudam com crianças mais novas acabam com problemas de socialização. “Ele fica convivendo com grupos de idade que não têm muito a ver com ele. E começa a ser visto como o bagunceiro, aquele que é expulso de sala, o mau aluno”, aponta.

Projeto - Segundo o MEC, a taxa de distorção idade-série atinge picos no 6° ano do ensino fundamental, onde 32% dos alunos estão atrasados, e no 1° ano do ensino médio, quando o problema atinge 37,8% dos jovens.

Por isso, o Ministério preparou um material específico para trabalhar com alunos de 15 a17 anos que ainda estão no ensino fundamental. Segundo Pilar, será uma espécie de “curso” especial em que o conteúdo será ministrado de forma diferenciada, bem como a organização dos alunos.

Em 2009, metade dos adolescentes de 15 a 17 anos não frequentava a série adequada para sua faixa etária, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O projeto permitirá que em um ano ele receba o certificado de conclusão e possa seguir para o ensino médio. O material estará disponível no site do MEC e também poderá ser solicitado pelas escolas.

(Com informações do Estadão)

Curso de instrutor de trânsito do Detran oferece 50 vagas na Capital
O Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) está com inscrições abertas para o curso de Formação de Instrutor de Trânsito e...
Mega-Sena acumula de novo e prêmio estimado sobe para R$ 43,5 milhões
Mais uma vez a Mega-Sena ficou sem vencedor na faixa principal e, com isso, a premiação acumulou e pode chegar a R$ 43,5 milhões no próximo concurso,...
Mega-Sena pode pagar R$ 39 milhões no sorteio deste sábado
A Mega-Sena deste sábado (16), que está acumulada, pode pagar R$ 39 milhões para quem acertar os seis números. O concurso 1.997 ocorre às 20 horas, h...


|Em relação a este atraso precisamos fazer algo para melhorar as condições dos estudantes do MS que ainda é um estado sem muito densidade demografica e já ocupa
o 18º lugar, porem as pessoas lembram da educação da saude dos idosos somente em epoca que antecede as eleições, será que não precisariamos instruir nos politicos tambem, pois em ulktima reportagem que o CQC fez na camara dos deputados varios deputados não são sabiam fazer a operações de multiplicação dos números....
 
adair rodrigues belmonte em 15/07/2011 09:58:29
Isso sem tirar o percentual de alunos que todo ano são "promovidos" para a série seguinte porque direção e coordenação das escolas públicas estaduais conseguem com seus professores(na maioria leigos,contratados)notas maquiadas e ai acontece do aluno não conseguir acompanhar os estudos aplicados na tal série seguinte porque não aprenderam o pré requisito na série anterior.Mas isso tudo mundo sabe,apenas fazem de conta que esta tudo correndo muito bem!
 
Francisco Macedo em 14/07/2011 12:46:40
Ah! se todo problema fosse esse atraso...
Pior que grande percentual deles é também analfabeto funcional, ou seja, aquele que assina o nome.
Tudo isso culpa desse sistema educacional que cobra apenas estatísticas.
Escola que reprova aluno perde verba.
 
Beatricy Bento em 14/07/2011 12:30:38
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions