A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

24/02/2016 12:48

União autoriza CCR a desapropriar áreas da BR-163 em cinco municípios

Previsão é iniciar em 2016 duplicação em mais 50 quilômetros da rodovia

Aline dos Santos
Duplicação deve ser executada em mais 50 km da BR-163. (Foto: Divulgação/CCR MS Via)Duplicação deve ser executada em mais 50 km da BR-163. (Foto: Divulgação/CCR MS Via)

Com previsão de iniciar em 2016 duplicação em mais 50 quilômetros da BR-163, a CCR MS Via recebeu nesta quarta-feira autorização do governo federal para desapropriação de áreas em cinco municípios de Mato Grosso do Sul.

Assinados pela presidente Dilma Rousseff (PT), os decretos declaram de utilidade pública, para fins de desapropriação, áreas às margens da rodovia em Douradina (km 288), Rio Verde de Mato Grosso (km 713), Sonora (km 831), Itaquiraí (km 91) e Campo Grande (km 459).

As áreas serão utilizadas para construção de viadutos e retornos. Conforme as publicações na edição de hoje do Diário Oficial da União, a concessionária deverá usar recursos próprios na desapropriação e pode invocar caráter de urgência nos procedimentos.

A CCR tem a previsão de iniciar neste ano mais 50 quilômetros de duplicações e executar mais de 200 quilômetros de restaurações de pavimento. Ao todo, serão investidos R$ 500 milhões em 2016. A empresa também está implantando 541 câmeras para monitoramento de 100% da rodovia.

As praças de pedágio foram ativadas em setembro do ano passado, após a duplicação de quase 90 quilômetros da via. Segundo a empresa, as fortes chuvas atrapalham o serviço de terraplenagem, pré-requisito nas obras de duplicação.

Desta forma, foi priorizada a recuperação do pavimento, com frentes de trabalho nos seguintes trechos: Mundo Novo/Eldorado; Itaquiraí/Juti; Caarapó/Dourados; Douradina/Nova Alvorada do Sul; Campo Grande; Bandeirantes/Rio Verde de Mato Grosso; São Gabriel/Rio Verde de Mato Grosso e Pedro Gomes/Sonora.

O comitê de gestão da CCR MSVia aguarda para os próximos dias a transferência da titularidade da licença ambiental, emitida pelo Ibama (instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis), para sua responsabilidade. A reportagem solicitou informações à assessoria de imprensa da CCR MS Via sobre as desapropriações.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions