A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

08/09/2008 15:54

Universidades de MS têm 4 e 3 em nova avaliação do MEC

Redação

Mato Grosso do Sul não teve nenhuma universidade com nota 5, a pontuação máxima do novo indicador de qualidade criado pelo MEC (Ministério da Educação). Nesta segunda-feira o ranking foi divulgado, com as sul-mato-grossenses com notas entre 4 e 3.

As melhores classificadas são as duas instituições federais do Estado. Em primeiro aparece a UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados), com 323 pontos e conceito 4. Depois surge a UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) com 316 pontos e também nota 4.

A pontuação máxima é 500, que é transformada em conceito 5.

Na seqüência, aparecem a UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), com 287 pontos; e as particulares UCDB (Universidade Católica Dom Bosco), com 255 pontos; e Uniderp (Universidade para o Desenvolvimento da Região do Pantanal), com 241; todas com conceito 3.

Agora a avaliação é chamada IGC (Índice Geral de Cursos da Instituição), divulgada pela primeira vez pelo Ministério nesta segunda-feira, em Brasília. A pontuação sintetiza a qualidade de todos os cursos de graduação, mestrado e doutorado.

Quem atinge nível superior a 2, tem o recredenciamento liberado sem nenhuma exigência, explica o MEC, já abaixo disso pode perder o direito de funcionar temporariamente.

Instituições estaduais não são obrigadas a fazer as avaliações, porque já passam pelo Inep, mesmo assim, a UEMS passou pelo teste, como voluntária.

Foram avaliadas 173 universidades em todo o País, 131 centros universitários e 1.144 faculdades isoladas e integradas.

Na ponta do lápis -  No cálculo do indicador, são utilizados a média do CPC (Conceito Preliminar do Curso) e o conceito fixado pela Capes para a pós-graduação. A média dos conceitos dos cursos é ponderada pela distribuição dos alunos entre os diferentes níveis de ensino (graduação, mestrado e doutorado).

Para esta edição, foram utilizados os CPCs referentes às edições do Enade no período de 2005 a 2007. Esse indicador de cursos considera, além de resultados de avaliação de desempenho de estudantes, infra-estrutura e instalações, recursos didático-pedagógicos e corpo docente.

A nota da Capes é referente à avaliação do triênio de 2004 a 2006. (Com informações do UOL)

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions