A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

31/03/2010 13:50

Vigilância alerta sobre regra para moderador de apetite

Redação

A Vigilância Sanitária municipal começa na próxima segunda-feira a visitar as drogarias de Campo Grande para repassar as novas determinações da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) sobre a venda dos remédios inibidores de apetite, denominados anorexígenos.

Resolução da Anvisa, de 26 de março deste ano, alterou a classificação dos medicamentos para emagrecer, que saíram da listagem C (referente a produtos de uso restrito, mas que não causam dependência) e passaram para a listagem B (que são os remédios causadores de dependência física e psíquica).

A mudança ocorreu após a constatação da Anvisa de que muitos médicos estavam fazendo uma associação de medicamentos da listagem B (ansiolíticos) com os da classificação C (inibidores de apetite). "Esse tipo de associação causa um efeito antagônico, que provoca dependência e mais riscos para a saúde do que prevenção", alerta Antonio Carlos dos Reis Cardoso, chefe do setor de Fiscalização Sanitária da Secretaria de Saúde de Campo Grande.

Para coibir esse tipo de situação, a agência decidiu não apenas transferir os anorexígenos para o grupo dos psicotrópicos. Também foi determinado que seja feito um relatório mensal da comercialização dos remédios para emagrecer.

"Nosso objetivo é realizar um monitoramento mais preciso, com um controle mais rígido da prescrição e do aviamento dos inibidores de apetite", finaliza Antonio Carlos.

A medida também atinge a prescrição médica. "Faremos um ofício ao CRM (Conselho Regional de Medicina) esclarecendo que, a partir de agora, os médicos só poderão prescrever anorexígenos em receituário específico para medicamentos da lista B (subdivididos na classe B2)", informa Antonio Carlos. Caso os médicos continuem associando ansiolíticos com anorexígenos estarão cometendo infração sanitária.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions