A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

03/09/2009 11:33

Violência nas escolas será estudada e mapeada em MS

Redação

A violência na rede pública e privada de ensino em Mato Grosso do Sul será estudada e mapeada pelo Grupo Permanente de Enfrentamento da Violência nas Escolas.

Com o inventário nas mãos, será possível criar políticas públicas de prevenção, explica a coordenadora do grupo, Denise Souza e Silva.

Ela representa o Sindicato das Escolas Particulares do Estado, mas outras instituições também estão envolvidas neste projeto, como a Assembléia Legislativa, a Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de MS),a Undime (União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação), Secretaria de Estado de Saúde e MPE (Ministério Público Estadual).

O grupo se reuniu ontem, no plenarinho da Assembléia Legislativa, para discutir o estudo. Na próxima quarta-feira, a equipe se encontrará novamente e já terá definida a data e o método a ser utilizado neste levantamento.

O objetivo, segundo a coordenadora do grupo, é "pontuar e identificar a ocorrência de violência nas escolas, de que forma ela acontece e quem são os atores".

"Para intervirmos em uma realidade temos que primeiro conhecê-la. A partir daí, com este levantamento em mãos, vamos propor uma política de prevenção da violência das escolas", explicou.

Ela também destacou o papel do Legislativo neste processo, que está sendo encabeçado, na Assembléia Legislativa, pelo deputado Júnior Mochi (PMDB).

Ele verificou que hoje há pelo menos 14 propostas em trâmite na Casa, envolvendo o tema violência nas escolas.

De acordo com o deputado, há muitas leis, mas não existe um indicador sobre a violência e de que forma ela se propaga nas instituições de ensino.

Conforme o parlamentar, a partir deste estudo, que será iniciado ainda este ano, será possível desenvolver políticas públicas para conter a violência nas instituições de ensino em todo o Estado.

Autorização para psicólogos aplicarem terapia de reorientação sexual é mantida
O juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, da 14ª Vara Federal de Brasília, decidiu hoje (15) tornar definitiva a decisão liminar (provisória) que havia pr...
Clientes de banco podem renegociar dívidas no "Caminhão do Quita Fácil"
A partir de segunda-feira (18), clientes das agências da Caixa de Campo Grande terão a possibilidade de renegociar suas dívidas atrasadas há mais de ...
Acordo entre poupadores e bancos vai beneficiar 30% dos que entraram na Justiça
Das 10 milhões de pessoas que entraram na Justiça por perdas no rendimento de cadernetas de poupança, apenas cerca de 3 milhões serão beneficiadas, s...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions