A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

23/08/2018 16:52

Voto em trânsito: em dia tranquilo, TRE registra 1,7 mil pedidos de eleitores

Prazo para solicitar voto fora do domicílio eleitoral termina nesta quinta-feira

Gabriel Neris e Anahi Gurgel
Movimento foi de tranquilidade no Fórum Eleitoral de Campo Grande (Foto: Anahi Gurgel)Movimento foi de tranquilidade no Fórum Eleitoral de Campo Grande (Foto: Anahi Gurgel)

O movimento é tranquilo no Fórum Eleitoral de Campo Grande na tarde desta quinta-feira (23), prazo final para que os eleitores possam solicitar o voto em trânsito, ou seja, participarem das eleições fora do domicílio eleitoral. Até o início da tarde de hoje, o TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) registrou 1,7 mil pedidos para votar em trânsito.

O voto em trânsito é permitido em municípios somente com mais de 100 mil eleitores. No Estado somente Campo Grande e Dourados estão aptos. Entre os eleitores de Mato Grosso do Sul são 154 pedidos para votar na Capital e 106 em Dourados. Estes poderão votar para presidente, governador, senador, deputado estadual e deputado federal.

Em Campo Grande o voto em trânsito será no Sebrae e em Dourados na sede da OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil). Ainda no primeiro turno são mais 452 pedidos de eleitores de fora do Estado para votar em Campo Grande e outros 201 em Dourados.

Para o segundo turno são mais 254 pedidos entre eleitores que residem em Mato Grosso do Sul, sendo 174 para a Capital e outros 107 para Dourados. Para quem mora fora do Estado foram registrados 417 pedidos para votar em Campo Grande e 190 no município do interior.

Casal de empresários tirou período de tarde para solicitar voto em trânsito (Foto: Anahi Gurgel)Casal de empresários tirou período de tarde para solicitar voto em trânsito (Foto: Anahi Gurgel)

Entre os que são de outro estado e estão pedindo para votar em Campo Grande no dia 7 de outubro está o casal Wagner, de 30 anos, e Aline Marcarini, de 33 anos. Eles são empresários, moravam em Ribeirão Preto e estão há cerca de um mês na Capital para ministrar cursos. Optaram pelo voto em trânsito porque não têm tempo hábil para a transferência do título de eleitor. “É muito importante para o exercício da cidadania, um momento crucial para a política do Brasil”, dizem.

O casal diz ainda que está conhecendo Campo Grande e separou à tarde desta quinta-feira para fazer a solicitação e participar da eleição deste ano. Em 2016, por exemplo, não conseguiram votar diante da dificuldade em conciliar a agenda com a profissão. Diante disso, precisaram justificar o voto.

O total de militares que solicitaram o voto em trânsito foi de 49, segundo o TRE-MS, sendo 43 dentro do Estado e outros 6 de fora. Quem também precisou ir ao Fórum Eleitoral foram os militares Pablo Lima Araújo, de 22 anos, e George Santos Duarte, de 33.

Pablo conta que mora na Capital há dois anos e justificou o voto na eleição anterior. Desta vez, o cuiabano decidiu solicitar o voto em trânsito pela importância das eleições para o país. Neste caso, só poderá votar para o cargo de presidente da República. “Já está valendo. Estou dando minha participação enquanto eleitor”, diz.

Já George conta que veio do Piauí e está há cinco meses em Mato Grosso do Sul. Ele reforça a opinião do colega sobre a importância do voto no cenário atual. “É o momento fundamental a política no país neste ano. Qualquer voto vai fazer a diferença e por isso estou aqui hoje”.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions