ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, TERÇA  03    CAMPO GRANDE 15º

Bate Papo Empreendedor

2021: Elegância profissional não é presunção

Por Heitor Castro (*) | 04/01/2021 06:52

Pés no chão. Entenda que postura e classe, não se trata de afetação, ostentação ou presunção. Entenda que ser elegante e agir com elegância não é arrogância ou esnobismo. É, antes de tudo, saber se comportar com uma simplicidade sofisticada e uma sabedoria discreta perante a vida pessoal e profissional.

“Não é a aparência, é a essência. Não é o dinheiro, é a educação. Não é a roupa, é a classe”. - Coco Chanel

Eu aprendi que ter postura profissional vai muito além de conhecer e assimilar regras cerimoniais ou juntar dinheiro para comprar algo caro.

Ter elegância e postura em qualquer ambiente é agregar hábitos positivos que mostram uma civilidade — afinada — por dentro e por fora. É aprender pensar e agir com cortesia, empatia, gentileza, cuidado, educação e o principal: discrição .

É descobrir o quanto é vulgar responder os outros sem respeito algum em praça pública; cuspir no prato em que comeu; participar de fofocas e boca a boca; fazer discursos inflamados sobre negatividades da vida; assediar sem consentimento; criticar mais que elogiar; criar indiferenças entre as pessoas; exagerar no tom de voz, na vontade de se destacar com a agressividade porque é bonito se posicionar.

Engana-se quem age pensando que não ser “elegante” é a escassez de bens e recursos. Elegância não é se despir de excessos. É descobrir que você não precisa exagerar em nada, seja no brilho da roupa, no tom de voz, na quantidade de perfume, no filtro da selfie, na indiscrição.

Ter elegância e postura é respeitar e entender os limites (seus e dos outros), compreender sua posição e lugar no ambiente. É saber ser sofisticado na simplicidade, não desperdiçar, não esbanjar, não ostentar. É prestar atenção às próprias maneiras, e, na dúvida, agir com mais sobriedade que vulgaridade.

Pessoas com postura não precisam impressionar ninguém, e por isso agradam a si mesmas em primeiro lugar.

Não precisam chamar atenção, não se incomodam em repetir suas roupas, não competem por futilidades. Investem mais no brilho do olhar que na plástica das pálpebras, mais na naturalidade do sorriso que no preenchimento dos lábios, mais no caimento da vestimenta que na etiqueta famosa bordada na lapela.

Se destaque pela classe, discrição, educação e ausência de excessos.

A elegância está no comportamento, e não na posse disso ou daquilo. Não ser milionário, não tira seu dever de ter gestos nobres, e olha que existe muita gente endinheirada extremamente desagradável e mesquinha.

Isso só prova que não se mede grandeza por riqueza nem elegância por aparência.

Saiba que seu valor não esta na sua fachada, e sim dentro de você.

Comprenda que, se houver educação e essência, a elegância chegará com a maturidade e o bom gosto. Pois como dizem por aí: “O mais importante não é ter, e sim ser…”

Conclusão? Seja elegante nas suas ações.

(*) Heitor Castro é empreendedor, sonhador e realizador.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário