ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SÁBADO  18    CAMPO GRANDE 31º

Bate Papo Empreendedor

A riqueza do equilíbrio entre os dois lados

Por Heitor Castro | 26/07/2021 07:48

Quero dizer uma coisa para você: pense que a sua mente e o seu coração agem em parceria, se mesclando e gerando harmonia, mas, por se tratar de princípios opostos, o resultado dessa interação pode parecer incoerente.

No entanto, a riqueza encontrada nessas diferenças pode ser muito mais interessante do que em algo encontrado nas semelhanças.

“Sou atraído ao meu oposto, para que eu cresça e discuta em cima do que não me convém.”

É interessante compreender que os dois lados podem agir sem que haja necessidade de abrir mão de um deles, e nós devemos saber o exato momento de quando utilizar um ou outro; pois sempre seremos capazes de consultar aquele que foi deixado momentaneamente de lado.

Eu por exemplo, procuro me impor quando necessário, mas com a mão mansa, com ternura e suavidade.

Às vezes encaro o coração de forma prática e racional, com um jeito um pouco duro de expressar o que sinto, o que não significa, necessariamente, insensibilidade. Significa que alguns valores emocionais são diferentes dos demais.

Enquanto a maioria das pessoas considera a ternura como uma grande virtude do coração, algumas tomam providências, organizam o que é necessário e ajudam o outro a resolver seus problemas objetivamente.

Ao invés da docilidade, há prudência. No lugar da imaginação, existe a realidade. Enfim, para algumas pessoas “amar” significa sacrificar-se em prol da harmonia. Mas precisamos somar a firmeza à doçura, e a suavidade à força.

Isso significa que sempre devemos buscar conquistar um equilíbrio entre a fortaleza e a fragilidade, evitando, assim, uma excessiva agressividade ou uma fraqueza insustentável.

Procure ter a visão ampla, assim seus horizontes serão largos e, tenha a mente inquieta, raramente aceite conceitos preestabelecidos ou ultrapassados. Todas as informações tidas como verdadeiras devem ser questionadas e, se possível, atualizadas.

Mantenha a perseverança pois é uma grande qualidade, desde que não se transforme em obstinação e teimosia. Mantenha a prudência pois ela caminha lado a lado com a coragem, ambas enaltecendo uma à outra.

O fato é que talvez você possa demorar um pouco mais para se decidir entre a mente e o coração em comparação com a maioria; porém, quando isto acontecer, dificilmente irá se recuar em uma decisão.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário