ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, TERÇA  25    CAMPO GRANDE 22º

Boa Imagem

Você já pensou na mensagem que está transmitindo?

Se vestir de maneira estratégica pode ser a cereja do bolo na hora de conquistar seus objetivos

Por Larissa Almeida (*) | 08/05/2024 08:42

Todos os dias, quando você sai de casa para trabalhar, estudar, passear, fazer suas atividades, você escolhe uma roupa para se vestir, você arruma seu cabelo, escolhe o sapato, seleciona o que vai usar no ambiente aonde você vai. Só que muitas vezes essa escolha é tão automática que você não percebe que cada item escolhido está contando uma história a seu respeito. A roupa que você escolhe usar está transmitindo mensagens para todos que entram em contato com você.

Antes de tudo, é preciso pensar em adequação. Adequação ao local que você vai, ao horário, ao tipo de evento, esta é a chave para ser assertivo na hora de se vestir. Mas, mais do que isso, é preciso entender os impactos da sua escolha.

Se você vai a uma festa com um decote muito profundo, ou com uma roupa muito curta, é preciso entender que o seu decote vai chamar mais atenção do que qualquer outra característica sua e será o ponto focal naquele ambiente. Se você sai com uma calça rasgada excessivamente, é preciso entender que a mensagem poderá ser de rebeldia. Se decide usar uma roupa muito justa, certamente os contornos do seu corpo, sendo homem ou mulher, irão se sobressair, acima de outros atributos. Se resolve usar uma roupa mais gasta, ou amassada, certamente irá transmitir desleixo. Se vive de preto, pode passar uma mensagem de pessoa inacessível, resistente a mudanças. Ou se usar um vestido floral rosa de mangas bufantes, pode transmitir uma mensagem de infantilidade.

Imagine ir a uma entrevista de emprego para um cargo de liderança com uma camisa floral, de cores clarinhas. Você pode transmitir muita suavidade e isso certamente vai te atrapalhar. Ou conhecer a sogra usando uma calça toda rasgada e uma camiseta puída. Se vestir com atenção para com a pessoa que você vai encontrar, ao evento que você vai, é também um gesto de delicadeza, de gentileza, uma demonstração que você se importa, entende?

Bancar a pessoa rebelde que não está nem aí para o que as pessoas pensam não vai te ajudar, nem na sua vida social, nem no lado profissional. Quando se trata de imagem, não existe uma regra que sirva para todos. Mas é fundamental que você entenda que tudo o que você escolhe vestir causará um impacto, positivo ou negativo, e que você tem um certo controle sobre isso. Você só tem a ganhar se usar a sua vestimenta de maneira mais estratégica.

(*) Larissa Almeida é formada em Comunicação Social pela UFMS e pós-graduada em Influência Digital pela PUC-RS. Trabalhou durante 14 anos na área de comunicação e imagem em importantes instituições como Caixa Econômica Federal, Prefeitura de Campo Grande, Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, Senado Federal, além de ter coordenado a comunicação da Sanesul. Consultora de imagem formada pelo RML Academy e Centro Universitário Belas Artes de São Paulo. Especialista em Dress Code e comportamento profissional por Cláudia Matarazzo e RMJ Treinamento e Desenvolvimento Empresarial. Siga no Instagram @vistavoce_.

Nos siga no Google Notícias