ACOMPANHE-NOS    
MAIO, QUARTA  25    CAMPO GRANDE 21º

Em Pauta

Começarão os testes de vacina contra câncer do cólon

Por Mário Sérgio Lorenzetto | 01/05/2022 08:23
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Dentro de poucos dias começarão os testes em humanos, no Centro de Câncer MD Anderson de Houston, nos EUA, de uma vacina contra um tipo de tumor que ataca o cólon. Se uma vacina evita que alguém sofra covid grave, por que não usar as vacinas para prevenir o câncer, essa pandemia que mata 10 milhões de pessoas por ano? Ela será testada em pacientes que tem Síndrome de Lynch, são pessoas com 85% de possibilidade de sofrer câncer ao longo da vida; 17 vezes mais que a população em geral. Acreditam que essa vacina também poderá ser utilizada em pessoas que tem pólipose adenomatosa familiar, que tem quase 100% de ter câncer antes dos 30 anos.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Procurando proteínas aberrantes.....

O câncer de cólon se desenvolve à partir de um pólipo, que é uma acumulação de células pré-malignas. Em muitas ocasiões, o sistema imune identifica esses pólipos e os elimina. Em outras, não identifica, mas eles não se transformam em tumores. A chave para a vacina, que entrará em testes, é buscar "proteínas aberrantes" dos pólipos que dão lugar a tumores, imunizar com elas e conseguir que o sistema imune congele o crescimento da lesão cancerosa ou que a resposta seja tão intensa que elimine essa lesão.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Mesmo método para tumores de vias respiratórias e estomacais.

Esse mesmo método - descobrir proteínas aberrantes e, com elas, produzir vacinas - está sendo testado pelo Instituto Nacional do Câncer dos EUA - contra tumores das vias respiratórias e estomacais. Eles acreditam que o futuro da cura do câncer está na prevenção, está em muitas vacinas. Não acreditam que será possível termos uma só vacina para todos os tipos de câncer e sim uma enorme quantidade delas. Por outro lado, a imunoterapia está avançando e tratando muito bem diversos tumores, mas ela é extremamente cara, a mais barata custa em torno de US$ 300 mil para cada paciente. As vacinas tendem a ser muito baratas à medida que vão sendo aplicadas em enormes contingentes populacionais.

Nos siga no Google Notícias