A notícia da terra a um clique de você.
 
18/03/2018 08:16

Dia mundial do sono. As pautas contra a insônia.

Mário Sérgio Lorenzetto
Dia mundial do sono. As pautas contra a insônia.

Contar ovelhas? Nada feito. Não funciona, é lenda. Ler para ter sono? Também não dá certo. Sexo? Os cientistas e médicos do sono divergem sobre a prática sexual como pauta favorável para chegarmos ao sono. Lançar mão do celular? Totalmente incorreto.

Muitos dos "remédios", velhos ou novos, a que recorremos quando não podemos dormir não têm nenhuma eficácia comprovada contra a insônia. A patologia é muito fácil de descrever, mas muito difícil de combater. Tudo começa na infância. A criança que têm dificuldade de dormir, será um adulto insone.

O primeiro conselho dos cientistas é criar uma rotina. Algo que nos leve à monotonia na hora de dormir. Horários regulares para a última pequena refeição e qualquer outra atividade antes de dormir. Evitar chocolate, bebidas alcoólicas e café. Pior ainda são os exercícios noturnos que nos estimulam . No polo oposto, exercícios durante o dia só excelentes auxiliares do sono noturno.

Também devemos adequar o entorno do quarto, não ter roupa demasiada na cama - somente um edredom ou similar - luz e temperatura adequadas são essenciais. Também é importante não "encher em demasia a bariga". Uma pequena refeição com carboidratos favorece o sono. Os carotenos (cenoura, especialmente), as cerejas e o leite são os mais indicados. O leite tem muito triptofano e se transforma em melatonina, isto melhora o sono.

Quando a pessoa não consegue dormir é aconselhável que saia da cama e vá para um ambiente tranquilo com iluminação tênue até que venha o sono. A cama não pode ser associada à tortura. Neste país há uma enorme quantidade de médicos que liberam os "tarja-pretas" como se fossem balinhas de hortelã. São nocivos. Mais adiante, esses medicamentos não só o viciarão como reduzirão tua memória.

Dia mundial do sono. As pautas contra a insônia.

Mulheres terão filhos a partir apenas da pele. Adiós sexo procriativo.

Os embriólogos da Universidade de Cambridge (Inglaterra), conseguiram desenvolver embriões de ratos apenas usando células-mãe. Há especulações que os chineses também conseguiram algo similar. Sem óvulo nem esperma. Só com células extraídas de outro embrião. Os espermatozoides e óvulos criados em laboratório a partir de células-mãe, procedentes da pele, permitirão a mulheres de qualquer idade reproduzir-se. Outra revolução que sofrerá imensos impropérios serão os filhos de casais de mesmo sexo. Mas a revolução sem contestação, por todos aguardada, será a das mulheres inférteis. A universidade está consciente dessas mudanças - algumas traumáticas, sob o ponto de vista social. O único trabalho que terão será colher um pouco de pele para obter óvulos jovens. Adiós sexo procriativo.

Dia mundial do sono. As pautas contra a insônia.

Humira, o medicamento dos 15 bilhões de euros.

Dia mundial do sono. As pautas contra a insônia.

Humira voltou a reinar pelo segundo ano consecutivo como o medicamento com maior faturamento do mundo. Esse tratamento para diversas patologias do sistema imunológico aportou a seu fabricante, o laboratório norte americano Abbvie, quase 15 bilhões de euros, 15% a mais que no ano anterior. Este medicamento é indicado para diversas patologias como artrites, psoríase, enfermidade de Crohn ou colite ulcerosa.

Não só se trata do maior "blockbuster" (super vendas) da indústria farmacêutica atualmente, mas que abre um abismo frente a outros medicamentos de alta vendagem. Já dobra em faturação seus dois imediatos perseguidores: Revlimid, usado em tratamento de câncer e Mabthera, também usado na oncologia. O ranking acima mostra os medicamentos mais vendidos no mundo. Vale lembrar que nenhum país pode quebrar suas patentes por pelo menos dez anos.



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.