A notícia da terra a um clique de você.
 
06/03/2019 07:00

O segredo dos que perdem peso e nunca o recuperam

Mário Sérgio Lorenzetto
O segredo dos que perdem peso e nunca o recuperam

A pesquisa científica prometia ser diferente. Começava com um programa de televisão. Um reality show. A cadeia norte americana NBC foi a escolhida.
Rachei Frederickson, uma jovem de 24 anos e um metro e sessenta de altura, começou o concurso pesando 118 quilos. Voltou para sua casa com 47. A transformação parecia ser demasiadamente boa. O que sucedeu no polêmico programa, em que várias pessoas com chamativa obesidade competiam para ver quem emagrecia mais, foi aquilo que as dietas da moda prometem... e cumprem por pouco tempo. O programa televisivo era um espelho das dietas da moda. Assim documentou o grupo de endocrinologistas que seguiu a vida de 11 membros do reality show.

O segredo dos que perdem peso e nunca o recuperam

É complicado, quase impossível, manter o peso após uma dieta.

Um dos participantes do reality show, que havia começado o programa pesando 195 quilos e havia terminado com 86, voltou a ganhar 45 quilos em pouco tempo após retornar à sua vida normal. O pior foi que seu metabolismo que havia abrandado durante o processo de emagrecimento, passou a ser incapaz de queimar mais de 800 calorias ao dia. Muita fome tinha de passar para não seguir engordando.
A lição da pesquisa é evidente: é complicado, quase impossível, manter o peso depois de emagrecer com uma mudança de estilo de vida drástica e fugaz. Por isso, é fundamental não recorrer às dietas relâmpago, às dietas da moda.
Então, não há esperança para quem deseja perder seus quilos excessivos?

O segredo dos que perdem peso e nunca o recuperam

A luta desesperada do corpo para voltar a engordar.

Sim, há esperança para não voltar a engordar. Todavia, terá de enfrentar um processo muito complexo, que os hormônios põem em marcha, para recuperar o peso perdido. Ao reduzir as calorias da dieta, aumenta a concentração de hormônios como a grelina que está implicada em aumentar a ingestão de comidas. A grelina é produzida no estômago para avisar o cérebro que o corpo necessita comida. Ao mesmo tempo, há uma redução de hormônios como insulina, peptina, PYY e CCK. Alem disso, há a diminuição do gasto energético das calorias que o organismo consome em repouso, denominado "gasto energético basal", de forma que o corpo passa a empregar menos energia para manter seus processos biológicos. Isso tudo dá uma soma pró aumento de peso. É uma soma do aumento vertical do apetite com a redução do gasto de energia. É essa a explicação científica das imensas dificuldades de manter o peso depois de perdê-lo.

O segredo dos que perdem peso e nunca o recuperam

Não existem dietas perfeitas, só existem hábitos perfeitos.

Fora do charlatanismo, há um grande consenso entre os cientistas: a alimentação que fará que não voltemos a recuperar o peso perdido não está descrita em nenhuma dieta, o importante é aprender a comer, a desenvolver hábitos de vida saudáveis. Eles também afirmam que contar calorias é uma das piores estratégias para manter o peso após perdê-lo. Dizem: ao invés de contar calorias, olhem a balança duas ou três vezes ao dia. A balança é fundamental nessa luta , contra adversários poderosos que estão dentro de seu corpo, para não voltar a ganhar peso.
É interessante conhecer os resultados de um longo estudo do NWCR - Registro Nacional de Controle de Peso - dos Estados Unidos. Analisaram o estilo de vida que mantiveram durante cinco anos e meio pacientes que haviam perdido bastante peso. O resultado é que só os que haviam seguido a balança conseguiram - de múltiplas maneiras - manter o baixo peso. Controlavam diariamente e nem mesmo por um dia passavam da linha vermelha que eles mesmo haviam estabelecido previamente. Vale repetir: nem um só dia.

imagem transparente
Busca

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.