A notícia da terra a um clique de você.
 
16/11/2018 09:30

Siesta ou passear, o que é melhor depois da refeição?

Mário Sérgio Lorenzetto
Siesta ou passear, o que é melhor depois da refeição?

Trabalhar ou parar depois de uma refeição, eis aí a questão. Não é um assunto fútil. O típico passeio após uma refeição ou a conhecida siesta, têm sido objeto de numerosos estudos científicos. A mais recente pesquisa, levada a cabo pelos cientistas da Universidade George Washington, nos EUA, revelou que a caminhada após o almoço pode reduzir os níveis de açúcar no sangue, que aumentam entre 30 e 60 minutos após a refeição. Para que seja efetivo, segundo esse estudo, o passeio deve ser de 15 minutos, a uma velocidade de uns 4,8 quilômetros por hora - quase a mesma que devemos caminhar para aumentar a longevidade - quer dizer, a passo ligeiro. Andar após cada uma das refeições, segundo o estudo, seria, inclusive, mais efetivo que realizar um só passeio por 45 minutos ao dia.
Além de reduzir a glicose no sangue, a caminhada nessa velocidade nos faz perder peso. Pode chegar a 1,5 quilos no total. Esse estudo norte americano está em consonância com um realizado pelos japoneses de Osaka. Demonstraram que fazer exercício após comer é muito mais benéfico que tombar no sofá após a refeição.

Siesta ou passear, o que é melhor depois da refeição?

A siesta depois da caminhada.

Esse conselho não parece muito compatível com a siesta, cujos benefícios também foram comprovados. Qual ganha? Segundo esses estudos tirar uma siesta logo depois de comer não seria a melhor opção. Mas tudo indica que o casamento entre caminhada e siesta é a melhor alternativa. Para conseguí-lo bastam 15 minutos de caminhada e algo como 15 minutos de siesta, nunca mais de 30 minutos.

Siesta ou passear, o que é melhor depois da refeição?

O refluxo e a acidez.

Voltando ao passeio após a refeição. Cientistas alemães descobriram que a uma velocidade de 4 quilômetros por hora há a melhora da digestão. Inclusive, a acelera. A digestão sem a caminhada dura em média 123 minutos e cai para 107 minutos com ela. A atividade física aeróbica ativa nosso corpo em uma multidão de órgãos e sistemas. Favorece a motilidade intestinal, o movimento que os intestinos devem fazer. Movemos a musculatura abdominal e, indiretamente, nossas vísceras, como se recebêssemos uma massagem intestinal.
Por último, a caminhada após a refeição, alivia o refluxo e a acidez, segundo um trabalho que analisou o pH do esôfago depois de dar ovos e bacon aos participantes, e pedir-lhes que passeassem após a alimentação. Mas os efeitos não podem ser considerados milagrosos. Passada uma hora da refeição, os efeitos da caminhada e da siesta decrescem em curva quase reta.



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.