A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 27 de Março de 2017


  • Finanças & Investimentos
  • Finanças & Investimentos

    Emanuel Steffen - www.mayel.com.br


19/02/2014 07:10

Difícil economizar? Tente a economia compulsória!

(*) Emanuel Gutierrez Steffen

Você trabalha e economiza o mês inteiro, e depois de muito suar frio para resistir às compras por compulsão, finalmente sobra um dinheiro na conta do banco no final do mês, pronto para ser investido e render os tão sonhados juros. Muitos chegam até este ponto, mas aí, aos 45 minutos do segundo tempo, parece que as forças acabam… aquele dinheiro ali, em sua conta, pedindo para ser resgatado e utilizado… é muita tentação.

Uma dica para conseguir “salvar” este dinheiro economizado a duras penas é aderir ao investimento compulsório. É, tem nome de imposto, funciona de maneira parecida com o imposto, mas no final o dinheiro será só seu. Por exemplo, já reparou que muitos impostos que pagamos estão embutidos no preço final do produto ou serviço, de modo que nem percebemos quanto estamos realmente pagando? Acabamos nos acostumando com isso.

Imagine agora que exista um novo “imposto” que todo final de mês vai lhe custar, digamos, 15% do seu salário. Isto mesmo, sem dó nem piedade, este valor vai ser automaticamente deduzido da sua conta bancária, e com o tempo você vai começar a se acostumar com isso, e melhor ainda, a planejar os seus gastos de modo à sempre ter estes 15% para o investimento. Este tipo de estratégia funciona bem para aquelas pessoas que têm dificuldade em economizar, que sempre gastam todo o dinheiro que ganham, não importa o quanto ganhem.

Alguns bancos oferecem um serviço parecido, chamado de investimento planejado, onde você define o valor a ser investido automaticamente todo mês. Os fundos de previdência privada, que descontam um valor mensal de sua conta corrente ou até de sua folha de pagamento, também podem ser considerados como alternativas.

Porém, alguns cuidados devem ser tomados. Para começar, suas contas devem estar sempre em dia. Isto é, não adianta economizar os 15% se para cumpri-lo você tenha que parcelar a fatura do cartão de crédito, utilizar o cheque especial ou financiar alguma compra. Os juros que você estará pagando com estas dívidas não vão compensar o ganho com o investimento. E você amigo leitor o que achou? Você se considera disciplinado quando o assunto são seus investimentos? O que acha de contar com a ajudinha de um depósito programado para honrar os seus investimentos? Não deixe participar com o seu comentário logo abaixo. Até a próxima!

(*) Informações portal minhas economias
Disclaimer – A informação contida nestes artigos, ou em qualquer outra publicação relacionada com o nome do autor, não constitui orientação direta ou indicação de produtos de investimentos. Antes de começar a operar no SFN - Sistema Financeiro Nacional o leitor deverá aprofundar seus conhecimentos, buscando auxílio de profissionais habilitados para análise de seu perfil específico. Portanto, fica o autor isento de qualquer responsabilidade pelos atos cometidos de terceiros e suas consequências.

(*) Emanuel Gutierrez Steffen – Criador do portal www.manualinvest.com

Seu futuro está condenado, faça algo agora!
O assunto não poderia ser outro: a Reforma da Previdência. Não vou tratar da proposta em si, mas discuti-la em um contexto mais amplo, sem rodeios e ...
O poder do networking na prática
Tanto já foi escrito sobre o poder do networking que fiquei pensando sobre como poderia começar a falar do assunto de forma um pouco menos teórica e ...
Concorrentes e clientes chatos? Agradeça por eles
Dentre tantos aborrecimentos, dois deles, em especial, costumam angustiar a vida de quem tem um negócio próprio. São os concorrentes e os clientes ch...
Animais de estimação: quanto você gasta com os seus?
Hoje o texto é para quem gosta e tem animais de estimação. Quem não tem dificilmente entenderá do que trataremos aqui (desculpe pessoal!), mas quem t...



Bom dia Emanuel, excelente artigo, mas me fale o que você acha do day-trade na bolsa de valores, e você já ouviu falar em FOREX? Se sim, poderia escrever um artigo sobre essa forma de especulação para ganhar(ou perder) dinheiro.
 
Nelson Junior em 19/02/2014 10:20:56
Leio sempre, Manu! Estou tentando me "educar". rsrs Parabéns pela coluna, sempre excelente!
 
Sophia S. Zafa em 19/02/2014 08:56:11
Interessante. Acho que consigo de organizar as contas e começar a economizar. Na verdade é um plano em execução. Muito bem colocado a coluna de hj. Sugiro uma matéria sobre economizar para "fugir" do financiamento. Algo parecido com o investimento para depreciação de bens em empresas, só que aplicado na economia pessoal. Por exemplo: o indivíduo adquiriu um carro ano 98. Como se planejar para trocar o carro em "x" anos contando com o valor futuro de venda do bem adquirido e considerando o "novo carro" em vista.
 
Rodrigo da Silva em 19/02/2014 08:51:10
Interessante. Mas realizar desconto automático não vira... Gostaria apenas de investir quando realmente sobrar.
 
Frank William em 19/02/2014 07:49:31
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions