A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 18 de Outubro de 2017

21/04/2017 12:03

Caras de pau: taxistas são flagrados ocupando vaga de idoso no centro

Registro foi feito por motorista que estava com pai de 70 anos e levou mais de meia hora para estacionar.

Anahi Gurgel
Taxista é flagrado ocupando vaga de idoso na Região Central de Campo Grande. Problema recorrente. (Foto: Direto das Ruas)Taxista é flagrado ocupando vaga de idoso na Região Central de Campo Grande. "Problema recorrente". (Foto: Direto das Ruas)

Flagra registrado na manhã desta sexta-feira (21) revela um verdadeiro abuso no trânsito na região central de Campo Grande. Durante pelo menos 20 minutos, um taxista ocupou irregularmente a vaga destinada para idosos, em frente a um mercado localizado na Avenida Calógeras, entre a Rua Quinze de Novembro e a Avenida Afonso Pena.

“Estava com meu pai, que tem 70 anos, e levei mais de meia hora para estacionar. Fui conversar com o taxista e ele, abusado, disse que não iria sair e que se quisesse poderia chamar a polícia”, relatou ao Campo Grande News, o leitor, que preferiu não ser identificado.

Para piorar a situação, depois que deu mais uma volta na quadra, percebeu que o veículo anterior já havia saído da vaga, mas outro taxista aproveitou para cometer a mesma infração.

“Foi um erro atrás do outro. Esse problema é recorrente aqui, pois mais a frente tem um ponto de táxi e quando está cheio, os motoristas ficam esperando a vez nessas vagas mais atrás”, disse o leitor.

Taxista estacionado em vaga para idoso sem uso do cartão, obrigatório pela legislação brasileira. (Foto: Direto das Ruas)Taxista estacionado em vaga para idoso sem uso do cartão, obrigatório pela legislação brasileira. (Foto: Direto das Ruas)

Pela legislação de trânsito brasileira, é obrigatório o uso do cartão de identificação para estacionar nas vagas preferenciais destinadas a idosos e pessoas com deficiência. O cartão deve ficar dentro do veículo, em lugar visível, quando estiver nas vagas em vias públicas ou bolsões de estacionamento privados.

Mas não foi o que aconteceu com os dois veículos de táxi citados na reportagem: nenhum apresentava o cartão. 

Na tentativa de inibir as ‘desculpas esfarrapadas’ que motoristas usam quando ocupam essas vagas irregularmente, desde janeiro de 2016 a legislação está mais rigorosa.

A infração era considerada leve, e dava só três pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação). O desrespeito a essas vagas agora é infração grave, com cinco pontos na carteira. A multa que era de R$ 53,20 passou para R$ 127,69.

Direto das Ruas – A sugestão acima foi feita por leitor, via aplicativo WhatsApp pelo canal Direto das Ruas, meio de interação entre a redação e os leitores, por onde podem ser enviados flagrantes, sugestões de matérias, notícias, fotos, áudios e vídeos. Seja um colaborador via WhatsApp pelos números (67) 99687-7598 e (67) 99955-2040.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions