A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 22 de Maio de 2019

23/04/2019 17:08

Em menos de 2 meses, ônibus coletivo volta a atolar na mesma rua

Situação ocorreu em outro ponto da Rua Lourenço Alves da Costa e o motivo segue sendo a falta de pavimentação na via

Aletheya Alves
Passageiros tiveram que sair e esperaram por outro veículo. (Foto: Direto das Ruas)Passageiros tiveram que sair e esperaram por outro veículo. (Foto: Direto das Ruas)

Quase dois meses após um ônibus ficar atolado na Rua Lourenço Alves da Costa, bairro Cristo Redentor, o lamaçal provocado pel chuva fez a situação se repetir. Hoje, o coletivo não conseguiu passar pela via de novo. Rodrigo Valentin Coradini, 32, é morador do bairro e acompanhou o drama das pessoas que estavam a caminho do Terminal Hércules Maymone.

De acordo com o morador, o problema é que a rua sem asfalto impossibilita o trânsito, mesmo quando não chove. “Esta é uma rua de acesso, todos tem que passar por lá. A situação sempre foi péssima, até quando não chove; quando chove, vira uma calamidade”.

Sem drenagem no local, Rodrigo relatou que as fossas transbordam com chuva e, sem ter para onde a água escoar, a rua fica alagada. Consequentemente, a linha do ônibus fica comprometida e situações de atolamento preocupam também para carros comuns.

Uma das rodas ficou atolada pela metade. (Foto: Direto das Ruas)Uma das rodas ficou atolada pela metade. (Foto: Direto das Ruas)

Em nota, a assessoria do Consórcio Guaicurus informou que caso a rua esteja sem condições de tráfego, o motorista deve mudar o itinerário. Entretanto, a prioridade é que o caminho seguido pelo ônibus seja mantido para que os passageiros não aguardem em vão nos pontos oficiais de embarque e desembarque.

A Prefeitura de Campo Grande explicou que a Sisep (Secretaria Municipal De Infraestrutura E Serviços Públicos) irá retomar a manutenção das vias assim que o clima melhore e que a reclamação será encaminhada ao setor responsável.

Fevereiro – Em um ponto da rua no Parque Residencial Rita Vieira, o mesmo problema foi enviado ao Campo Grande News no dia 28 de Fevereiro. Uma leitora que estava no ônibus registrou o momento e relatou que o centro da rua estava com valetas profundas por conta da chuva.

Na época, a Prefeitura de Campo Grande explicou que um projeto para asfaltamento de novas vias do Rita Vieira para pavimentação havia sido cadastrado junto aos Ministérios. Até o momento não houve retorno sobre atualizações de prazos. 

Confira o vídeo abaixo:

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions