A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Junho de 2019

10/06/2019 08:17

Furto de fiação deixa 2 avenidas da região sul com trechos às escuras

As avenidas Vereador Thyrson de Almeida e George Chaia têm longos trechos com postes de luz sem funcionar

Danielle Matos
Avenida Vereador Thyrson de Almeida tem pelo menos 300m sem iluminação. (Foto: Direto das Ruas)Avenida Vereador Thyrson de Almeida tem pelo menos 300m sem iluminação. (Foto: Direto das Ruas)

Duas avenidas localizados em uma mesma região de Campo Grande compartilham também um problema. A Vereador Thyrson de Almeida, próxima ao Parque Ayrton Senna, no Aero Rancho, e a George Chaia, próximo ao Lago do Amor – e que liga a região da Vila Ipiranga ao Parati – têm trechos contínuos sem iluminação, resultado da ação de criminosos que viram nos fios de cobre uma oportunidade de faturar dinheiro ilegalmente.

Por cerca de 300 metros, alguns pontos das avenidas estão totalmente às escuras. Sem o auxílio dos postes, o farol dos carros que trafegam por elas é a única fonte de luz. Carlos Patay, motorista que percorre os dois trechos no período noturno, afirma que, além da falta de iluminação, os locais são pouco habitados.

“Parece que roubaram a fiação da rua. O lugar é super perigoso e não possui muitas casas próximo”, afirmou à reportagem. Patay não está errado, já que a própria administração municipal confirma que a escuridão é resultado da ação de criminosos.

Em nota, a prefeitura informou que, nas duas avenidas, a iluminação pública “foi interrompida pela mesma razão: o furto dos cabos subterrâneos, fato que já ocorreu pelo menos outras duas vezes. Como medida preventiva para evitar nova ação dos ladrões, a Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos vai providenciar a instalação de rede área nos locais para que a iluminação pública seja restabelecida”.

O problema não é novidade em diferentes regiões de Campo Grande: em maio deste ano, a Guarda Municipal prendeu um homem que havia furtado mais de oito quilos de fios de cobre da UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) Moreninhas.

No ano passado, a Energisa identificou pelo menos 132 casos de furto de cabeamento no Estado, sendo 122 apenas na Capital. No período, a estimativa era de que o município teria R$ 400 mil em despesas para reposição da fiação levada por bandidos.

Direto das Ruas - A sugestão chegou ao Campo Grande News por meio do canal Direto das Ruas, canal de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99955-2040, pela ferramenta Fale Conosco ou por mensagem enviada via Facebook.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos devem ser feitos com o celular na posição horizontal.

 

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions