A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018

03/02/2018 08:38

Impedidos de colar grau, seis formandos de Direito 'culpam' sistema de faculdade

Universidade nega alteração das notas e esclarece que o comprovante de conclusão de curso é concedido somente após a colação de grau

Danielle Valentin
Aluna diz que disciplina sobre Estatuto da Criança teve nota reduzida, deixando-a de exame e impedindo conclusão. (Foto: Direto das Ruas)Aluna diz que disciplina sobre Estatuto da Criança teve nota reduzida, deixando-a de exame e impedindo conclusão. (Foto: Direto das Ruas)

O sonho do canudo para seis formandos em Direito da Uniderp se tornou um pesadelo, diante do impedimento da colação de grau antecipada. Os acadêmicos alegam que uma mudança no sistema da unidade alterou as notas corretas e o direito de advogar precisou ser adiado. A solicitação deste tipo de cerimônia especial pode ser feita diante da aprovação no exame da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil). Contudo, a Universidade nega a alteração das notas e pontua que o acadêmico deve procurar o DCA (Departamento de Controle Acadêmico) para verificação.

Com ‘prints’ do sistema online, os alunos que terminaram o curso no fim de 2017, explicam que houve uma mudança repentina nas notas, que já estavam lançadas no portal. O acadêmico Maikol Mansour, de 24 anos, explica que no dia 22 de dezembro de 2017, as notas corretas ainda estavam no ar, no dia 16 de janeiro de 2018, as notas e sumiram e, em seguida, apareceram alteradas.

O formando ressalta que o problema se agrava e atinge, principalmente, os que já foram aprovados na OAB. “Muitos já foram aprovados, mas como não conseguem concluir o curso com as notas erradas. Estamos impedidos de advogar. A gente faz requerimento de correção, mas eles só falam que vão arrumar e nada acontece”, explicou o formando.

Os alunos se sentiram lesados com a situação e criou um grupo no aplicativo de mensagens WhatsApp para trocar informações. Uma das participantes, a formanda Evelyn Caroline dos Santos, constatou durante as férias que a nota da disciplina “Estatuto da Criança e do Adolescente”, antes registrada, com a média 7, foi subtraída para 6,8, fato que a deixou de exame. “São vários “prints”, eu passei minhas férias acompanhando”, disse.

Os acadêmicos Wellington Castanha, Kayke Rodrigues, Maria Monteiro e Paola Rojas são outros quatro acadêmicos integrantes do grupo que enfrentam o mesmo problema com a universidade.

Algumas mudanças foram implantadas após a aquisição da instituição pelo Grupo Kroton, empresa de capital aberto, em 2014. Entre as novidades, o modelo acadêmico denominado KLS 2.0, que segue rigorosamente as normas legais estabelecidas pelo MEC e pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), que regem o ensino brasileiro.

Ao Campo Grande News, a Uniderp esclareceu que o comprovante de conclusão de curso é concedido aos formandos após a colação de grau.

Em casos especiais, como a aprovação no exame da Ordem, a universidade realiza colações de grau antecipadas aos concluintes que solicitam o procedimento em seu portal acadêmico ou no Departamento de Controle Acadêmico (DCA), e que estejam aprovados em todas as disciplinas, tenham cumprido a carga horária total do curso e não possuam pendências acadêmicas.

A instituição informa que não houve uma troca de sistema que tenha resultado no lançamento de notas erradas, conforme mencionado e, em caso de discordância de nota, o acadêmico deve procurar o DCA para verificação. A Uniderp à disposição para sanar as dúvidas dos alunos.

Direto das Ruas - A sugestão de reportagem chegou ao Campo Grande News por meio do Direto das Ruas, canal de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99955-2040, pela ferramenta Fale Conosco ou por mensagem enviada via Facebook.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos devem ser feitos com o celular na posição horizontal.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions